Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Tg 1,19-27)

Leitura da Carta de São Tiago.

19Meus queridos irmãos, sabei que todo homem deve ser pronto para ouvir, mas moroso para falar e moroso para se irritar. 20Pois a cólera do homem não é capaz de realizar a justiça de Deus. 21Por esta razão, rejeitai toda impureza e todos os excessos do mal, mas recebei com humildade a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar as vossas almas. 22Todavia, sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. 23Com efeito, aquele que ouve a Palavra e não a põe em prática é semelhante a uma pessoa que observa o seu rosto no espelho: 24apenas se observou, vai-se embora e logo esquece como era a sua aparência.

25Aquele, porém, que se debruça sobre a Lei da liberdade, agora levada à perfeição, e nela persevera, não como um ouvinte distraído, mas praticando o que ela ordena, esse será feliz naquilo que faz. 26Se alguém julga ser religioso e não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo: a sua religião é vã. 27Com efeito, a religião pura e sem mancha diante de Deus Pai é esta: assistir os órfãos e as viúvas em suas tribulações e não se deixar contaminar pelo mundo.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 14)

— Senhor, quem morará em vosso Monte Santo?

— Senhor, quem morará em vosso Monte Santo?

— É aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua.

— Que em nada prejudica o seu irmão, nem cobre de insultos seu vizinho; que não dá valor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor.

— Não empresta o seu dinheiro com usura, nem se deixa subornar contra o inocente. Jamais vacilará quem vive assim!

Evangelho (Mc 8,22-26)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22Jesus e seus discípulos chegaram a Betsaida. Algumas pessoas trouxeram-lhe um cego e pediram a Jesus que tocasse nele. 23Jesus pegou o cego pela mão, levou-o para fora do povoado, cuspiu nos olhos dele, pôs as mãos sobre ele, e perguntou: “Estás vendo alguma coisa?”

24O homem levantou os olhos e disse: “Estou vendo os homens. Eles parecem árvores que andam”. 25Então Jesus voltou a pôr as mãos sobre os olhos dele e ele passou a enxergar claramente. Ficou curado, e enxergava todas as coisas com nitidez. 26Jesus mandou o homem ir para casa, e lhe disse: “Não entres no povoado!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Nós precisamos do olhar da graça

 “Então, Jesus colocou de novo as mãos sobre os olhos dele e ele passou a enxergar claramente. Ficou curado, e enxergava todas as coisas com nitidez” (Marcos 8,25).

Foram algumas pessoas que trouxeram aquele cego para Jesus, como em algum Evangelho atrás em que trouxeram aquele mudo para Ele.  Suplicaram a Jesus: “Toca nele”; porque o toque de Jesus cura, liberta e abre os nossos olhos. Então, como Jesus fez a “cirurgia” naquele mudo, Ele também vai fazer a cirurgia nesse cego.

Jesus quer curar a nossa cegueira, meus irmãos, porque, muitas vezes, nós não enxergamos nada ou enxergamos mal, ou seja, não enxergamos com nitidez, não enxergamos a verdade, nós não enxergamos o nosso próprio coração, o nosso interior nem a realidade que está ao nosso lado, ou, quando enxergamos, enxergamos de forma errada e deturpada, então, por favor, deixe-se ser curado por Jesus.

Primeiro, deixe Jesus te pegar pela mão e te levar para fora. Toda a cura de Jesus, na nossa vida, acontece quando Ele nos tira do meio em que estamos vivendo, ouvindo, nos tira do meio daquilo que estamos olhando para, então, podermos olhar somente para Ele e ouvirmos somente a Ele. Sabemos que pessoas barulhentas, assim como nós, têm dificuldades, pois, não conseguem (nem dentro da Igreja) ouvir a Jesus, porque são cheias de preocupações. 

Nós estamos cheios de coisas na cabeça, na mente; estamos tomados pelas nossas fantasias e não saímos do mundo. Entramos na Igreja, mas o mundo continua dentro de nós. Então, é preciso deixar que Jesus nos pegue pelas mãos e nos arranque para fora do povoado, “para fora” das pessoas, das circunstâncias e situações para que, Ele, toque em nós. Então, primeiro, saíamos do mundo para estarmos a sós com Jesus.

Precisamos ser submetidos à cirurgia de Jesus para termos o olhar da graça, o olhar da bênção de Deus sobre nós

“Depois, Jesus cuspiu nos olhos dele”. Deixa Jesus cuspir e tocar na nossa visão interior mais profunda, pois, somos pessoas obcecadas por nós mesmos, tomadas pela nossa visão egoísta e soberba da vida e do mundo. Olhamos o mundo só sobre a nossa ótica: tudo o que não está de acordo com o que pensamos está errado; nós julgamos, condenamos e colocamos o nosso olhar condenatório sobre tudo. O problema não é o mundo, o problema é o nosso olhar sobre o mundo. E como nós precisamos do olhar da graça!

O homem com o olhar curado, ele transforma tudo o que olha, toca; já o homem que tem o olhar manchado, machucado pelo mundo, destrói tudo o que olha, toca, ou seja, não vai para frente. Por isso, é preciso realmente deixar-se ser tocado pelo olhar de Jesus para que, assim, o nosso olhar seja transformado.

Aquele homem foi tocado por Jesus e, para quem não enxergava nada, ele passou a enxergar alguma coisa. Porém,  olhou para as pessoas e começou a ver árvores, ou seja, uma visão coisificada. Assim também somos nós, pois, muitas vezes, olhamos uns aos outros como “coisas”, como se fossem “coisas materiais”. Olhamos para a pessoa e ela é um “símbolo” material para nós, então, a “cirurgia” não foi completa, porém, Jesus pegou novamente aquele homem pela mão, tocou-o novamente, foi mais a fundo na sua alma e ele passou a enxergar com clareza e nitidez.

Enquanto nós não enxergarmos as pessoas como pessoas; enquanto nós não enxergarmos a Deus como Deus, precisaremos ser submetidos à cirurgia de Jesus, para termos o olhar da graça, o olhar da bênção de Deus sobre nós.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios