Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Primeira Leitura (2Sm 7,4-5a.12-14a.16)

Leitura do Segundo Livro de Samuel.

Naqueles dias, 4a Palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos: 5a“Vai dizer ao meu servo Davi: ‘Assim fala o Senhor: 12Quando chegar o fim dos teus dias e repousares com teus pais, então, suscitarei, depois de ti, um filho teu, e confirmarei a sua realeza. 13Será ele que construirá uma casa para o meu nome, e eu firmarei para sempre o seu trono real. 14aEu serei para ele um pai e ele será para mim um filho. 16Tua casa e teu reino serão estáveis para sempre diante de mim, e teu trono será firme para sempre’”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 88)

— Eis que a sua descendência durará eternamente.

— Eis que a sua descendência durará eternamente.

— Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” E a vossa lealdade é tão firme como os céus.

— “Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor. Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, de geração em geração garantirei o teu reinado!”

— Ele, então, me invocará: “Ó Senhor, vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu Rochedo, onde encontro a salvação!” Guardarei eternamente para ele a minha graça e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.

Segunda Leitura (Rm 4,13.16-18.22)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos, 13não foi por causa da Lei, mas por causa da justiça que vem da fé que Deus prometeu o mundo como herança a Abraão ou à sua descendência.

16É em virtude da fé que alguém se torna herdeiro. Logo, a condição de herdeiro é uma graça, um dom gratuito, e a promessa de Deus continua valendo para toda a descendência de Abraão, tanto para a descendência que se apega à Lei, quanto para a que se apoia somente na fé de Abraão, que é o pai de todos nós. 17Pois está escrito: “Eu fiz de ti pai de muitos povos”. Ele é pai diante de Deus, porque creu em Deus que vivifica os mortos e faz existir o que antes não existia. 18Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na esperança e na fé. Assim, tornou-se pai de muitos povos, conforme lhe fora dito: “Assim será a tua posteridade”. 22Esta sua atitude de fé lhe foi creditada como justiça.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Evangelho (Mt 1,16.18-21.24a)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. 24aQuando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Que José nos ensine a ter docilidade em nossas ações

 “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo” (Mateus 1,20).

Toda a Igreja em festa celebra o seu patrono, São José, aquele que é o guardião da Sagrada Família, aquele que é o guardião dos grandes tesouros de Deus nesta Terra: Seu Filho Jesus e a Mãe d’Ele, a Virgem Maria. José é também guardião e modelo da Igreja, é aquele que protege, intercede e advoga por ela.

Se São José é modelo para toda a Igreja, ele também o é para cada uma de nossas famílias. Cada pai, cada mãe de família deve sempre olhar para São José e ter nele um referencial. Ele é um homem de profunda fé em Deus, uma fé de confiança e abandono, uma fé de entrega, de deixar-se guiar e conduzir por Deus.

São José, relembrando aquele José do Egito, é também um homem de sonhos. Ele tinha o sonho de construir e edificar uma família, o sonho de ser um bom pai, o sonho de cuidar de Maria, mas ele transforma seus sonhos no sonho de Deus.

O sonho de Deus se realiza em José, porque é através dos sonhos que Deus intervém na vida dele e fala ao seu coração. Quando José não entendia o que estava acontecendo com Maria, não era por desconfiança dela, mas por ainda não ser capaz de penetrar nos mais profundos mistérios de Deus.

José é guardião e modelo da Igreja, é aquele que protege, intercede e advoga por ela

É Deus quem intervém nos seus sonhos e lhe mostra: “José, não precisa ter medo, porque o que se realiza em Maria é obra do Espírito Santo”. José recebe Maria em sua casa para amá-la e para cuidar dela.

Aquele que recebe Maria é aquele que também quer receber cada um de nós para nos guardar, proteger-nos, defender-nos e desviar-nos do caminho do mal. E quando Jesus nasce, Herodes quer perseguir e matar aquela criança, e, mais uma vez, Deus intervém nos sonhos de José, que foge e deixa-se conduzir por Deus para evitar o mal.

Quantos males estão tentando jogar sobre nossas casas e famílias, quantos males tentam nos afligir a cada dia! Recorramos à proteção de São José, para que ele nos ensine, primeiro, a ser justos, santos e pessoas de profunda fé em Deus, e que ele nos ensine o caminho do abandono e da confiança em Deus.

Que José nos ensine a abandonar os sonhos humanos, para que os sonhos de Deus também se realizem em nossa vida. Que José nos ensine a ouvir a voz de Deus, que fala a nós pelos sonhos, pelos anjos e pela Sua presença àquele que se faz dócil a Ele.

José, ensine-nos a docilidade a Deus em todas as situações de vida.

São José, rogai por nós!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo  Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

São José

Celebra-se hoje, 19 de março, a Solenidade de São José. Neste dia, a Igreja, espalhada pelo mundo todo, recorda solenemente a santidade de vida do seu patrono.

Esposo da Virgem Maria, modelo de pai e esposo, protetor da Sagrada Família, São José foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo.

Seu nome, em hebraico, significa “Deus cumula de bens”.

No Evangelho de São Mateus vemos como foi dramático para esse grande homem de Deus acolher, misteriosa, dócil e obedientemente, a mais suprema das escolhas: ser pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Messias, o Salvador do mundo.

“Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor tinha mandado e acolheu sua esposa” (Mt 1,24).

O Verbo Divino quis viver em família. Hoje, deparamos com o testemunho de José, “Deus cumula de bens”; mas, para que este bem maior penetrasse na sua vida e história, ele precisou renunciar a si mesmo e, na fé, obedecer a Deus acolhendo a Virgem Maria.

Da mesma forma, hoje São José acolhe a Igreja, da qual é o patrono. E é grande intercessor de todos nós.

Que assim como ele, possamos ser dóceis à Palavra e à vontade do Senhor.

São José, rogai por nós!

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios