Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Mq 7,14-15.18-20)

Leitura da Profecia de Miqueias.

14Apascenta o teu povo com o cajado da autoridade, o rebanho de tua propriedade, os habitantes dispersos pela mata e pelos campos cultivados; que eles desfrutem a terra de Basã e Galaad, como nos velhos tempos.15E, como foi nos dias em que nos fizeste sair do Egito, faze-nos ver novos prodígios.

18Qual Deus existe, como tu, que apagas a iniquidade e esqueces o pecado daqueles que são resto de tua propriedade? Ele não guarda rancor para sempre, o que ama é a misericórdia. 19Voltará a compadecer-se de nós, esquecerá nossas iniquidades e lançará ao fundo do mar todos os nossos pecados. 20Tu manterás fidelidade a Jacó e terás compaixão de Abraão, como juraste a nossos pais, desde tempos remotos.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 84)

— Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade.

— Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade.

— Favorecestes, ó Senhor, a vossa terra, libertastes os cativos de Jacó. Perdoastes o pecado ao vosso povo, encobristes toda a falta cometida; retirastes a ameaça que fizestes, acalmastes o furor de vossa ira.

— Renovai-nos, nosso Deus e Salvador, esquecei a vossa mágoa contra nós! Ficareis eternamente irritado? Guardareis a vossa ira pelos séculos?

— Não vireis restituir a nossa vida, para que em vós se rejubile o vosso povo? Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, concedei-nos também vossa salvação!

Evangelho (Mt 12,46-50)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor. 

Naquele tempo, 46enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. 47Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”.

48Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Façamos parte da família de Jesus

Para ser de Jesus e pertencer a Sua família, não é importante ser judeu nem ter o mesmo sangue que Ele. É preciso somente encarnar em sua vida o Evangelho e a vontade do Pai

“Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mateus 12, 49). 

Jesus está convidando a todos nós para fazermos parte da família d’Ele. Precisamos ser e fazer parte da família de Deus!

Eu sei que para nós, os laços sanguíneos são aqueles que mais importam. Colocamos, acima de tudo, o nosso amor, o nosso laço familiar para com aqueles que, de fato, são gerados no mesmo ventre da mãe ou, de alguma forma, representam a convivência familiar. Não estou relativizando isso, estou até entendendo e pedindo a você que valorize a sua família e que não a deixe por nenhuma outra. Apenas dizendo que a sua família persista, resista e sobreviva para sempre, pois é a família de Deus.

Procure buscar verdadeiros laços espirituais, pois não adiantam apenas os laços carnais. Aqui, “carnal” não é pecaminoso, mas o carnal dos laços de sangue. Não permita apenas que os laços sanguíneos sejam os mais importantes na sua vida.

Jesus está dizendo que muitos se diziam Seus irmãos e parentes, mas o eram no sangue, não na vontade de Deus, na vivência dos ideais e princípios evangélicos. É duro dizer, mas Jesus não foi aceito, não foi acolhido nem amado por muitos de Seus parentes e familiares, muitos que eram próximo a Ele.

Jesus é solidário com todo aquele que sofre para ser de Deus, mas, muitas vezes, não são compreendidos, não são aceitos na própria família, na própria casa, porque têm rejeição à escolha que fizeram de ser de Deus, à opção de dar a vida por causa do Evangelho.

Dar a vida em favor do Evangelho não quer dizer rejeitar a família, mas dizer para o familiar que devemos ser família para a eternidade, porque os laços sanguíneos se desfazem. Na eternidade: “Olha meu pai ali!”. Está certo pai, mãe, marido, mulher, aqui na terra, gravarem laços bonitos, mas, os laços que não se desfazem são somente os feitos em Deus!

Que sejam puros, retos, que sejam realmente vividos na intensidade do amor evangélico, pois Jesus não foi aceito pelos Seus. Precisamos dizer que para ser de Jesus e pertencer à família d’Ele não é importante que sejamos judeus nem que tenhamos o mesmo sangue que Ele. É preciso somente encarnarmos, em nossa vida, o Evangelho e a vontade do Pai!

Eu e você precisamos ser irmãos de Jesus, parentes d’Ele e da Sua família! O Evangelho de Jesus é o caminho!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios