Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Primeira Leitura (Is 58,9b-14)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

Assim fala o Senhor, 9bse destruíres teus instrumentos de opressão, e deixares os hábitos autoritários e a linguagem maldosa; 10se acolheres de coração aberto o indigente e prestares todo socorro ao necessitado, nascerá nas trevas a tua luz e tua vida obscura será como o meio-dia.

11O Senhor te conduzirá sempre e saciará tua sede na aridez da vida, e renovará o vigor do teu corpo; serás como um jardim bem regado, como uma fonte de águas que jamais secarão. 12Teu povo reconstruirá as ruínas antigas; tu levantarás os fundamentos das gerações passadas: serás chamado reconstrutor de ruínas, restaurador de caminhos, nas terras a povoar.

13Se não puseres o pé fora de casa no sábado, nem tratares de negócios em meu dia santo, se considerares o sábado teu dia favorito, o dia glorioso, consagrado ao Senhor, se o honrares, pondo de lado atividades, negócios e conversações, 14então te deleitarás no Senhor; eu te farei transportar sobre as alturas da terra e desfrutar a herança de Jacó, teu pai. Falou a boca do Senhor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 85)

— Ensinai-me os vossos caminhos e na vossa verdade andarei.

— Ensinai-me os vossos caminhos e na vossa verdade andarei.

— Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, escutai, pois sou pobre e infeliz! Protegei-me, que sou vosso amigo, e salvai vosso servo, meu Deus, que espera e confia em vós!

— Piedade de mim, ó Senhor, porque clamo por vós todo o dia! Animai e alegrai vosso servo, pois a vós eu elevo a minh’alma.

— Ó Senhor, vós sois bom e clemente, sois perdão para quem vos invoca. Escutai, ó Senhor, minha prece, o lamento da minha oração!

Evangelho (Lc 5,27-32)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27Jesus viu um cobrador de impostos, chamado Levi, sentado na coletoria. Jesus lhe disse: “Segue-me”. 28Levi deixou tudo, levantou-se e o seguiu.

29Depois, Levi preparou em casa um grande banquete para Jesus. Estava aí grande número de cobradores de impostos e outras pessoas sentadas à mesa com eles. 30Os fariseus e seus mestres da Lei murmuravam e diziam aos discípulos de Jesus: “Por que vós comeis e bebeis com os cobradores de impostos e com os pecadores?”

31Jesus respondeu: “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. 32Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Busquemos com toda humildade a graça da conversão

 “Os que são sadios não precisam de médico, mas sim os que estão doentes. Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores para a conversão” (Lucas 5,31-32).

O quanto é importante olharmos para o nosso Mestre Jesus que pegou Levi, que estava na coletoria de impostos e, o fato de estar sobre ele, já tinha sobrecarregado na imagem dele todos os pecados.

Os cobradores de impostos eram desonestos, eram cruéis, injustos, maldosos e, de repente, um homem que vivia tudo isso foi chamado por Jesus. Do outro lado, o Mestre Jesus, que chamou Levi, entrou na casa de publicanos, de pecadores, foi comer com eles e os fariseus se escandalizaram porque Jesus foi comer com os pecadores, e a resposta cirúrgica do Mestre Jesus: “De fato, eu não vim chamar os justos”.

Os justos já estão justificados, os santos já estão santificados, mas são os pecadores… É para pecadores como eu e você que Jesus veio; Ele veio para realmente nos salvar do pecado da arrogância que tantas vezes toma conta do nosso coração; da vaidade e da ilusão de nos acharmos melhores que os outros. Veio nos arrancar das artimanhas do pecado que nos ilude e nos engana, que nos faz acreditar que aquelas virtudes que nós temos são suficientes para sermos melhores que os outros.

O Mestre Jesus veio para que nós, pecadores, alcancemos a graça da conversão

O Mestre Jesus veio para iluminar as trevas interiores, tantas vezes escondidas dentro de nós que não nos permitem mudar o que precisamos mudar, transformar o que precisamos transformar e, sobretudo, mudar a nossa mentalidade. O Mestre Jesus veio para que nós, pecadores, alcancemos a graça da conversão.

Paremos de justificar as nossas próprias falhas em cima do que os outros fazem. “Eu não faço o que os outros fazem” – Imagina! Mas precisamos reparar aquilo que fazemos a cada dia. Quanta maldade escondida, quantos maus desejos guardados, quantas más intenções. Olhar os nossos atos, nossas atitudes e humildemente reconhecer: “Eu sou pecador. Preciso me converter”.

Precisamos realmente reconhecer que o mal está em nós e pedir a graça de Deus para alcançarmos a Sua misericórdia; a graça de Deus para que a Sua misericórdia nos lave, nos purifique, nos renove e nos transforme a cada dia. É essa graça que precisamos. É essa graça que buscamos com toda a intensidade do nosso coração. Já alcanço a primeira delas reconhecendo que sou pecador, assim as outras graças virão em consequência. A graça da conversão diária, da santificação dos meus atos e das minhas atitudes.

É com muita humildade que nos aproximamos de Jesus, Senhor da misericórdia, para que alcancemos a conversão verdadeira dos nossos pecados.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios