Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ez 43,1-7a)

Leitura da Profecia de Ezequiel.

1O homem conduziu-me até a porta da casa do Senhor que dá para o nascente, 2e eu vi a glória do Deus de Israel, vinda do oriente; um ruído a acompanhava, semelhante ao ruído de águas caudalosas, e a terra brilhava com a sua glória.

3A visão era idêntica à visão que tive quando ele veio destruir a cidade, bem como à visão que tive junto ao rio Cobar; e eu caí com o rosto no chão. 4A glória do Senhor entrou no Templo pela porta que dá para o nascente. 5Então o espírito raptou-me e me levou para dentro do pátio interno e eu vi que o Templo ficou cheio da glória do Senhor.

6Ouvi alguém falando-me de dentro do Templo, enquanto o homem esteve de pé junto a mim. 7aEle me disse: “Filho do homem, este é o lugar do meu trono, é o lugar em que coloco a planta dos meus pés, o lugar onde habitarei para sempre no meio dos israelitas”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Responsório (Sl 84)

— A glória do Senhor habitará em nossa terra.

— A glória do Senhor habitará em nossa terra.

— Quero ouvir o que o Senhor irá falar: é a paz que ele vai anunciar; Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra.

— A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fidelidade, e a justiça olhará dos altos céus.

— O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus.

Evangelho (Mt 23,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus falou às multidões e aos seus discípulos: 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés. 3Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações! Pois eles falam e não praticam. 4Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo.

5Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços, e põem na roupa longas franjas.6Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas. 7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre. 8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos.

9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é o vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

A hipocrisia nos afasta do Reino de Deus

Não podemos nos acostumar com a hipocrisia dentro de nós, porque ela cega os nossos olhos

“Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado” (Mateus 23,12). 

No mundo em que estamos, nas situações em que vivemos, naquilo que praticamos, gostamos de ser reconhecidos, valorizados e ocuparmos os lugares mais importantes.

Essa era a atitude que tinham os mestres da Lei e os fariseus, tudo o que faziam era para receber elogios, para serem reconhecidos, para receberem aplausos das pessoas. Adoravam estar nos primeiros lugares nas sinagogas, adoravam chamar à atenção pelas roupas que usavam com grandes franjas. Adoravam ser reconhecidos quando jejuavam, porque faziam uma cara feia, para que as pessoas percebessem o que estavam fazendo.

O que entristecia o coração de Jesus é que, nas práticas externas, eles eram bons, mas, no interior, nem tanto. Jesus está dizendo: “Cuidado com esses homens e não imitem suas razões, porque eles falam, mas não praticam o que falam!”.

Talvez, a grande ou maior contradição da vida seja, de fato, falarmos uma coisa e fazermos outra, ensinarmos e vivermos diferente. Temos limites, fraquezas e dificuldades, vivemos realmente uma luta para que o Reino de Deus aconteça em nós. Temos metas, objetivos e queremos chegar no Reino dos Céus, mas não podemos nos entregar às contradições. Não podemos nos acostumar a viver a hipocrisia dentro de nós, porque ela cega nossos olhos, nossa mente e visão.

Vejo, muitas vezes, a autoridade de um  pai e de uma mãe que querem corrigir seus filhos, falam bravo e grosso, brigam e exigem, mas, quando olhamos para eles, não vemos o exemplo. O pai quer ser moralista com seu filho, mas a moral dele não está correspondendo a isso. Não estou tirando a moral de nenhum pai, de nenhuma mãe, porque o filho, independente da circunstância, deve obedecer seu pai e sua mãe. Mas Jesus diz: “Não faça o que eles fazem, mas faça o que eles falam!”.

Então, se têm pessoas, mestres, padres ou qualquer um de nós que estamos à frente, corremos o risco de cairmos nisso também, de falarmos uma coisa e fazermos outra. Não fiquemos com o mau exemplo do outro.

Tenho em mim um princípio que aprendi no meu primeiro ano de seminário, quando fazia um retiro. O monge dizia: “Quando eu vejo os bons exemplos de alguém, estou aprendendo o que devo ser e o que fazer. Quando vejo os maus exemplos de alguém, estou aprendendo o que devo ser e o que não devo fazer”.

No mundo há muitas coisas que nós precisamos aprender, porque é o correto; mas quando vejo até mesmo pessoas boas fazendo o que não é correto, devemos dizer a nós mesmos: “Estou aprendendo o que não devo ser!”, e colocar nossa barba de molho, reconhecer que temos nossas fraquezas e limites e podemos cair nos mesmos erros.

A melhor coisa para nos preservar é termos humildade. Nada de nos elevarmos, de nos exaltarmos, de nos acharmos e colocarmo-nos como se fôssemos melhores que os outros, para que a hipocrisia não nos derrube por terra e percamos o Reino dos Céus. A humildade nos salva, a hipocrisia nos perde!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.c

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios