Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Cor 11,18.21b-30)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 18já que muitos se gloriam segundo a carne, eu também me gloriarei. 21bO que outros ousam dizer em vantagem própria, eu também o digo a meu respeito, embora fale como insensato.

22São hebreus? Eu também. São israelitas? Eu também. São da descendência de Abraão? Eu também. 23São servos de Cristo? Como menos sensato digo: Eu ainda mais. De fato, muito mais do que eles: pelos trabalhos, pelas prisões, pelos açoites sem conta.

Muitas vezes, vi-me em perigo de morte. 24Cinco vezes recebi dos judeus quarenta açoites menos um. 25Três vezes, fui batido com varas. Uma vez, fui apedrejado. Três vezes, naufraguei. Passei uma noite e um dia em alto-mar. 26Fiz inúmeras viagens, com inúmeros perigos: perigos de rios, perigos de ladrões, perigos da parte de meus compatriotas, perigos da parte dos pagãos, perigos na cidade, perigos em lugares desertos, perigos no mar, perigos por parte de falsos irmãos.

27Trabalhos e fadigas, inúmeras vigílias, fome e sede, frequentes jejuns, frio e nudez! 28E, sem falar de outras coisas, a minha preocupação de cada dia, a solicitude por todas as Igrejas! 29Quem é fraco, que eu também não seja fraco com ele? Quem é escandalizado, que eu não fique ardendo de indignação? 30Se é preciso gloriar-se, é de minhas fraquezas que me gloriarei!

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 33)

— O Senhor liberta o justo de todas as angústias!

— O Senhor liberta o justo de todas as angústias!

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!

— Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, e de todos os temores me livrou.

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.

Evangelho (Mt 6,19-23)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 19“Não junteis tesouros aqui na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e os ladrões assaltam e roubam. 20Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, nem os ladrões assaltam e roubam. 21Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

22O olho é a lâmpada do corpo. Se o teu olho é sadio, todo o teu corpo ficará iluminado. 23Se o teu olho está doente, todo o corpo ficará na escuridão. Ora, se a luz que existe em ti é escuridão, como será grande a escuridão.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Deus deve ser o tesouro da nossa vida

 “Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, nem os ladrões assaltam e roubam. Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mateus 6,20-21).

Se pararmos para fazer uma revisão de vida, vamos perceber que acumulamos coisas demais. Olha como está o nosso guarda-roupa, nossa cozinha, nossa casa. Às vezes, colecionamos, guardamos coisas que ninguém sabe para que serve ou quem vai usar.

Pessoas do Evangelho não podem ser pessoas do acúmulo, mas sim pessoas que distribuem, que têm apenas o essencial, o necessário. Às vezes, juntamos coisas demais, aqui na Terra, e até traças demais. Vamos juntando desde a mãe que coleciona pano de pratos, que ninguém sabe quando vai usar, até aquele que coleciona tantas coisas em demasia, que nem cabe no seu quarto, roupas que guardamos, mas que ninguém sabe quem vai usar tanta quantidade.

Quando a pessoa morre, é uma dificuldade distribuir tantas coisas que essa pessoa juntou. Não acumulemos nem juntemos coisas.

O Evangelho de hoje, inclusive, fala sobre tesouros. Tesouro é quando a pessoa, de fato, coloca nos bens materiais o sentido de toda a sua vida, quando a pessoa só pensa em dinheiro, só pensa em juntar e acumular.

O problema é a cobiça, pois o olho é a luz do corpo. Se o seu olho é cobiçoso, você será uma pessoa cobiçosa, vai viver da cobiça, do desejar, do ter mais, e nunca estará satisfeito com o que tem. Mas se o seu olho é sadio, o seu corpo e toda a sua vida será iluminada.

Se Deus é o tesouro da nossa vida, podemos até ter outros tesouros aqui na Terra, mas saberemos usá-los de forma justa

Eu sempre priorizo quem trabalha, quem faz as suas economias, quem junta o seu dinheiro para comprar a sua necessidade. Isso é muito bom, é necessário, importante e fundamental.

Não vamos ser aquelas pessoas sem juízo, pois não é isso que o Evangelho está provocando em nós. Vamos ser pessoas justas, que sabem viver a cada dia. Não vamos ser aquelas pessoas que simplesmente pegam o dinheiro, colocam-no debaixo do colchão e depois não serve para nada, porque, quando morre, o que a pessoa leva consigo?

De tudo que acumularmos, vivamos a generosidade do distribuir, do partilhar, do compartilhar e de ter uma vida correta, justa, ordenada e organizada. Nada de acúmulos desnecessários, nada de vivermos a cobiça desenfreada, nada de colocarmos o sentido da nossa vida nos bens materiais.

Onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. Se Deus é o tesouro da nossa vida, podemos até ter outros tesouros aqui na Terra, mas saberemos usá-los de uma forma justa, correta e evangélica.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios