Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ez 37,1-14)

Leitura da Profecia de Ezequiel.

Naqueles dias, 1a mão do Senhor estava sobre mim e por seu espírito ele me levou para fora e me deixou no meio de uma planície cheia de ossos 2e me fez andar no meio deles em todas as direções.

Havia muitíssimos ossos na planície e estavam ressequidos. 3Ele me perguntou: “Filho do homem, será que estes ossos podem voltar à vida?” E eu respondi: “Senhor Deus, só tu o sabes”. 4E ele me disse: “Profetiza sobre estes ossos e dize: Ossos ressequidos, escutai a palavra do Senhor! 5Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eu mesmo vou fazer entrar um espírito em vós e voltareis à vida. 6Porei nervos em vós, farei crescer carne e estenderei a pele por cima. Porei em vós um espírito, para que possais voltar à vida. Assim sabereis que eu sou o Senhor”.

7Profetizei como me foi ordenado. Enquanto eu profetizava, ouviu-se primeiro um rumor, e logo um estrondo, quando os ossos se aproximaram uns dos outros. 8Olhei e vi nervos e carne crescendo sobre os ossos e, por cima, a pele que se estendia. Mas não tinham nenhum sopro de vida.

9Ele me disse: “Profetiza para o espírito, profetiza, filho do homem! Dirás ao espírito: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, vem soprar sobre estes mortos, para que eles possam voltar à vida”. 10Profetizei como me foi ordenado, e o espírito entrou neles. Eles voltaram à vida e puseram-se de pé: era uma imensa multidão! 11Então ele me disse: “Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. É isto que eles dizem: ‘Nossos ossos estão secos, nossa esperança acabou, estamos perdidos!’

12Por isso, profetiza e dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Ó meu povo, vou abrir as vossas sepulturas e conduzir-vos para a terra de Israel; 13e quando eu abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor. 14Porei em vós o meu espírito, para que vivais e vos colocarei em vossa terra. Então sabereis que eu, o Senhor, digo e faço – oráculo do Senhor”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 106)

— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia!

— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia!

— Que o digam os libertos do Senhor, que da mão dos opressores os salvou e de todas as nações os reuniu, do Oriente, Ocidente, Norte e Sul.

— Uns vagavam, no deserto, extraviados, sem acharem o caminho da cidade. Sofriam fome e também sofriam sede, e sua vida ia aos poucos definhando.

— Mas gritaram ao Senhor na aflição, e ele os libertou daquela angústia. Pelo caminho bem seguro os conduziu para chegarem à cidade onde morar.

— Agradeçam ao Senhor por seu amor e por suas maravilhas entre os homens! Deu de beber aos que sofriam tanta sede e os famintos saciou com muitos bens!

Evangelho (Mt 22,34-40)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 34os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo, 35e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo: 36“Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?”

37Jesus respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!’ 38Esse é o maior e o primeiro mandamento. 39O segundo é semelhante a esse: ‘Amarás ao teu próximo como a ti mesmo’. 40Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Amemos o próximo da mesma maneira que amamos a Deus

“Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!” (Mateus 22,37).

Os fariseus querem ouvir de Jesus aquilo que Ele ensina, inclusive, colocá-Lo à prova. Por isso, esse mestre da Lei pergunta qual é o maior Mandamento da Lei. Jesus nem hesita em responder: “É amar a Deus sobre todas as coisas, com todo o coração, com toda alma e entendimento”.

Talvez o que tenha faltado para os fariseus de ontem e para nós, os fariseus de hoje, não é saber o que é amar a Deus sobre todas as coisas; o que falta é praticar o amor a Deus sobre todas as coisas. Quando colocamos Deus em primazia na nossa vida, nós O deixamos conduzir nossos passos e nosso coração, deixamos Deus, realmente, direcionar a nossa vida. No entanto, primeiro temos de direcionar a nossa vida para Ele amando, orando, voltando-nos para Ele de verdade. Nós nos ocupamos de Deus e deixamos que Ele ocupe os espaços da nossa vida, nossos pensamentos, sentimentos e intenções.

Não amamos a Deus só quando vamos à igreja rezar, só quando participamos da Missa. Não amamos a Deus só quando abrimos a Bíblia ou quando refletimos a Liturgia, a Palavra d’Ele. Amamos a Deus com tudo aquilo que somos, que fazemos.

Quem ama a Deus de verdade ama o próximo com toda a intensidade

Quando amamos a Deus sobre todas as coisas, não colocamos o que pensamos, achamos e o que queremos em primeiro lugar. Colocamos a Palavra e a vontade d’Ele, a direção que Ele dá para a nossa vida.

Muitas vezes, direcionamos a nossa vida para Deus, mas para fazer d’Ele o que queremos. Em vez de servir a Deus, queremos que Ele nos sirva. Isso não é amar a Deus, mas instrumentalizar a graça d’Ele.

Por isso, temos muitas decepções religiosas e espirituais, porque queremos instrumentalizar Deus. É isso que estavam fazendo os fariseus e doutores da Lei. Jesus está ensinando: “A direção da vida é amar a Deus sobre todas as coisas”. E isso vai ser tão prático, porque quem ama a Deus sobre todas as coisas vai amar a si mesmo, cuidar de si a cada dia e, com a mesma intensidade, vai amar o seu próximo.

Damos toda a ênfase a amar a Deus. Nós O amamos, meditamos, rezamos, vamos à Igreja, cumprimos o que Ele nos manda, mas não temos o mesmo amor pelo próximo.

Vejo, muitas vezes, que podemos ficar horas no Santíssimo rezando com toda a devoção do coração, mas não temos cuidado com o nosso irmão, desprezamos o próximo, agredimos a outra pessoa fazendo pouco-caso dela, ridicularizando o outro… Essa é a desmedida que não chega ao coração de Deus.

Quem ama a Deus de verdade ama o próximo com toda a intensidade.

Deus abençoe você!  

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.