Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Rm 4,13.16-18)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos, 13não foi por causa da Lei, mas por causa da justiça que vem da fé, que Deus prometeu o mundo como herança a Abraão ou à sua descendência. 16É em virtude da fé que alguém se torna herdeiro. Logo, a condição de herdeiro é uma graça, um dom gratuito, e a promessa de Deus continua valendo para toda a descendência de Abraão, tanto para a descendência que se apega à Lei, quanto para a que se apoia somente na fé de Abraão, que é o pai de todos nós.17Pois está escrito: “Eu fiz de ti pai de muitos povos”. Ele é pai diante de Deus, porque creu em Deus que vivifica os mortos e faz existir o que antes não existia. 18Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na esperança e na fé. Assim, tornou-se pai de muitos povos, conforme lhe fora dito: “Assim será a tua posteridade”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 104)

— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

— Ele lembrou-se de seu santo juramento, que fizera a Abraão, seu servidor. Fez sair com grande júbilo o seu povo, e seus eleitos, entre gritos de alegria.

Evangelho (Lc 12,8-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 8“Todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante dos anjos de Deus. 9Mas aquele que me renegar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus. 10Todo aquele que disser alguma coisa contra o Filho do Homem será perdoado. Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. 11Quando vos conduzirem diante das sinagogas, magistrados e autoridades, não fiqueis preocupados como ou com que vos defendereis, ou com o que direis. 12Pois, nessa hora, o Espírito Santo vos ensinará o que deveis dizer”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=gDyI_mUKwzY

Testemunhar é uma condição do amor

Não tenhamos medo de amar nem de testemunhar, porque é Jesus quem, diante dos anjos, testemunha a nosso favor todo o tempo

“Todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante dos anjos de Deus”(Lucas 12,8).

Testemunhar é, acima de tudo, amar. Testemunhamos, defendemos e lutamos por aqueles que nós amamos. Testemunhar é uma questão de verdade, porque o contra testemunho, o falso testemunho é uma coisa danosa, perigosa, é um contrassenso em relação à verdade. Testemunhamos quando amamos e quando estamos na verdade.

A verdade para nós é Jesus. Ele é a verdade que nos salva, liberta-nos e tira-nos das trevas da mentira, do erro, do engano e da ilusão. Testemunhamos aquilo que vimos e recebemos. O que vimos? A graça de Deus agindo, libertando-nos, convertendo-nos e trazendo sentido e valor para nossa vida.

O que nós testemunhamos? A ação de Deus no mundo. Não posso negar que sou uma testemunha viva do que Deus fez e faz em mim, e também vejo Ele realizar na vida de tantas pessoas! Não posso negar que muitas vidas são transformadas, renovadas, libertadas e curadas por Jesus. Eu preciso testemunhar isso para o mundo, proclamar para as pessoas que se aproximam de mim o que eu vejo. Eu não posso negar o fato de que Jesus é o Senhor, e Ele tem libertado, transformado e renovado a nossa vida.

Testemunhar é uma condição do amor. O amor que nós temos por Deus nos leva a testemunhá-Lo diante dos homens. Não temos vergonha de falar, de proclamar aquilo que Deus tem feito em nós. Tem vergonha quem, de fato, não é transformado nem ama, por isso não testemunha.

Se eu tenho vergonha de testemunhar o que Deus faz em mim, como Ele pode assumir, diante dos anjos, aquilo que eu sou?

Testemunhar não é somente falar de Jesus para as pessoas que são de Jesus; é, acima de tudo, testemunhar nos ambientes em que estamos, nos lugares onde vivemos, onde passamos essa vida. É não ter vergonha, mas amor à verdade, amor a Deus acima de tudo e dizer: “Eu sou de Cristo, e esse amor me faz levar a vida em nome d’Ele”.

Não tenhamos medo de amar nem de testemunhar, porque é Jesus quem, diante dos anjos, testemunha a nosso favor todo o tempo.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL