Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ap 5,1-10)

Leitura do Livro do Apocalipse de São João.

Eu, João, 1vi um livro na mão direita daquele que estava sentado no trono. Era um rolo escrito por dentro e por fora, e estava lacrado com sete selos. 2Vi então um anjo forte, que proclamava em voz alta: “Quem é digno de romper os selos e abrir o livro?” 3Ninguém no céu nem na terra nem debaixo da terra era digno de abrir o livro ou de ler o que nele estava escrito. 4Eu chorava muito, porque ninguém foi considerado digno de abrir ou de ler o livro. 5Um dos anciãos me consolou: “Não chores! Eis que o Leão da tribo de Judá, o Rebento de Davi, saiu vencedor. Ele pode romper os selos e abrir o livro”. 6De fato, vi um Cordeiro. Estava no centro do trono e dos quatro Seres vivos, no meio dos Anciãos. Estava de pé como que imolado. O Cordeiro tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus, enviados por toda a terra. 7Então, o Cordeiro veio receber o livro da mão direita daquele que está sentado no trono. 8Quando ele recebeu o livro, os quatro Seres vivos e os vinte e quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Todos tinham harpas e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. 9E entoaram um cântico novo: “Tu és digno de receber o livro e abrir seus selos, porque foste imolado, e com teu sangue adquiriste para Deus homens de toda a tribo, língua, povo e nação. 10Deles fizeste para o nosso Deus um reino de sacerdotes. E eles reinarão sobre a terra”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 149)

— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.

— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Lc 19,41-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 41quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: 42“Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! 43Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. 44Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Acolhamos a presença de Deus na nossa vida

Acolhamos a presença de Deus na nossa vida como nunca acolhemos a ninguém nesta Terra

“Quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar” (Lucas 19,41).

Jesus chora pela sua cidade e pelo seu povo. Jesus chora por aquela cidade que Davi construiu como a cidade do grande Rei. O grande Rei era Ele, que não foi acolhido, amado e nem aceito pelos Seus.

Depois, Jesus chora por tudo que há de acontecer em Jerusalém, cidade que vai ser sitiada, tomada e destruída, mas sobretudo, a cidade que não amou e nem acolheu o tempo da visita de Deus.

Deus está nos visitando, Ele está no meio de nós. O fato de estarmos ouvindo o que estamos ouvindo ou lendo o que estamos lendo é para nos dar a certeza de que Deus está nos visitando. Ele está entre nós, nos formando na sua Palavra, no seu amor, mas não deixemos que a agonia da vida, a ansiedade e as ocupações nos levem a desprezarmos ou sermos indiferentes com a graça.

Quando alguém nos visita, podemos o acolher ou não; podemos dar atenção do melhor jeito ou podemos dar atenção e dizer: “Não vejo a hora desta visita ir embora”.

A visita de Deus é para ser acolhida com todo amor do nosso coração, porque Ele veio para cuidar de nós, para nos formar, nos educar, nos salvar e nos libertar. Ele chorou por Jerusalém, assim como chora por nossas casas, por nossas famílias, pelos nossos filhos e, muitas vezes, por nós quando não damos a atenção à Sua presença no meio de nós.

Acolhamos a presença de Deus em nossa vida como nunca acolhemos a ninguém nesta Terra.

Veja a alegria de uma mãe grávida, a expectativa que ela tem com o filho que nascerá: o abraço, a acolhida, o choro e a emoção por aquela vida que chega. É assim mesmo que tem de ser o coração de uma mãe; é assim que tem de ser o coração de um discípulo, de um servo, de um homem e de uma mulher que acolhem Deus em sua vida.

A presença de Deus deve entrar, ser acolhida em nossas entranhas, de modo que essa acolhida dada a Ele, transforme a nossa vida. Não sejamos a Jerusalém de ontem que não O acolheu, que desprezou e matou o Senhor da vida.

Se Deus chora por nós e por nossas casas, é porque não O acolhemos e nem O amamos como precisávamos.

Que, hoje, Ele nos dê a graça de amá-Lo de todo o nosso coração.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios