Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 9,2-3.11-14)

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos, 2foi construída uma primeira tenda, chamada o Santo, onde se encontravam o candelabro, a mesa e os pães da proposição. 3Atrás da segunda cortina, havia outra tenda, chamada o Santo dos Santos. 11Cristo, porém, veio como sumo sacerdote dos bens futuros. Através de uma tenda maior e mais perfeita, que não é obra de mãos humanas, isto é, que não faz parte desta criação, 12e não com o sangue de bodes e bezerros, mas com o seu próprio sangue, ele entrou no Santuário uma vez por todas, obtendo uma redenção eterna. 13De fato, se o sangue de bodes e touros, e a cinza de novilhas espalhada sobre os seres impuros os santificam e realizam a pureza ritual dos corpos, 14quanto mais o Sangue de Cristo, purificará a nossa consciência das obras mortas, para servirmos ao Deus vivo, pois, em virtude do espírito eterno, Cristo se ofereceu a si mesmo a Deus como vítima sem mancha.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 46)

— Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta.

— Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta.

— Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegria! Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra.

— Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta. Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!

— Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, ao som da harpa acompanhai os seus louvores! Deus reina sobre todas as nações, está sentado no seu trono glorioso.

Evangelho (Mc 3,20-21)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20Jesus voltou para casa com os discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles nem sequer podiam comer. 21Quando souberam disso, os parentes de Jesus saíram para agarrá-lo, porque diziam que estava fora de si.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Estejamos sempre sedentos da Palavra de Jesus

 “Jesus voltou para casa com os discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles nem sequer podiam comer” (Marcos 3,20).

As pessoas estão sedentas de Jesus, estão com fome de se alimentar da Palavra d’Ele. À medida que eram alimentados, à medida que seus corações eram curados, eles tinham necessidade de estar próximos do Senhor.

Aqui aparece uma situação contraditória, porque os parentes de Jesus saíam para agarrá-Lo, não para tê-Lo, mas para tirá-Lo, para desprezá-Lo, para dizer que Ele estava fora de si. Os parentes que deveriam ser os mais próximos eram os que estavam mais distantes da mensagem e da autoridade que vinha de Cristo.

Muitas vezes, as pessoas que parecem ser mais próximas do Senhor, que trabalham, estão na igreja, realizam até pregações, canções e orações, são as que estão mais distantes d’Ele, porque elas não têm sede nem fome d’Ele, não se alimentam d’Ele, não se comprimem para estar ao lado de Jesus. Muitas vezes, vivem numa atitude tão cômoda, relaxada, normalizada, que têm com Jesus uma experiência formal.

As pessoas estão sedentas de Jesus, estão com fome de se alimentar da Palavra d’Ele

Essa multidão não! Ela está faminta, sedenta e apaixonada pela Palavra transformadora de Jesus. E não podemos ser parentes de Jesus, precisamos ser discípulos d’Ele.

Os parentes se conformam com a formalidade, os discípulos têm sede da saciedade, de saciar-se de Jesus, de embriagar-se d’Ele, de serem curados por Ele e de ouvirem-No. Os parentes não param para ouvir Jesus. Muitas vezes, os nossos parentes não nos dão atenção; muitas vezes, precisamos falar para os de fora, porque os de dentro não nos escutam.

Jesus veio para os Seus, mas eles não O receberam. Que não sejamos do grupo dos parentes, mas que sejamos do grupo dos discípulos, da multidão faminta e sedenta da Palavra, porque é Jesus quem se compadece das nossas fraquezas e fragilidades.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios