Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Rs 19,9b-11.14-21.31-35a.36)

Leitura do Segundo Livro dos Reis.

Naqueles dias, 9bSenaquerib, rei da Assíria, enviou de novo mensageiros a Ezequias para dizer-lhe: 10Não te seduza o teu Deus, em quem confias, pensando: Jerusalém não será entregue nas mãos do rei dos assírios. 11Porque tu mesmo tens ouvido o que os reis da Assíria fizeram a todas as nações e como as devastaram. Só tu te vais salvar?”

14Ezequias tomou a carta da mão dos mensageiros e leu-a. Depois subiu ao templo do Senhor, estendeu a carta diante do Senhor 15e, na presença do Senhor, fez a seguinte oração: “Senhor, Deus de Israel, que estás sentado sobre os querubins! Tu és o único Deus de todos os reinos da terra. Tu fizeste o céu e a terra. 16Inclina o teu ouvido, Senhor, e ouve. Abre, Senhor, os teus olhos e vê. Ouve todas as palavras de Senaquerib, que mandou emissários para insultar o Deus vivo. 17É verdade, Senhor, que os reis da Assíria devastaram as nações e seus territórios; 18lançaram os seus deuses ao fogo, porque não eram deuses, mas obras das mãos dos homens, de madeira e pedra; por isso os puderam destruir. 19Mas agora, Senhor, nosso Deus, livra-nos de suas mãos, para que todos os reinos da terra saibam que só tu, Senhor, és Deus”.

20Então Isaías, filho de Amós, mandou dizer a Ezequias: “Assim fala o Senhor, Deus de Israel: Ouvi a prece que me dirigiste a respeito de Senaquerib, rei da Assíria. 21Eis o que o Senhor disse dele: A virgem filha de Sion despreza-te e zomba de ti. A filha de Jerusalém meneia a cabeça nas tuas costas. 31Pois um resto sairá de Jerusalém, e sobreviventes, do monte Sião. Eis o que fará o zelo do Senhor todo-poderoso.

32Por isso, assim diz o Senhor acerca do rei da Assíria: Ele não entrará nesta cidade, nem lançará nenhuma flecha contra ela, nem a assaltará com escudo, nem a cercará com trincheira alguma. 33Pelo caminho, por onde veio, há de voltar, e não entrará nesta cidade, diz o Senhor. 34Protegerei esta cidade e a salvarei em atenção a mim mesmo e a meu servo Davi”.

35aNaquela mesma noite, saiu o Anjo do Senhor e exterminou no acampamento assírio cento e oitenta e cinco mil homens. 36Senaquerib, rei da Assíria, levantou acampamento e partiu. Voltou para Nínive e aí permaneceu.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 47)

— O Senhor estabelece sua cidade para sempre.

— O Senhor estabelece sua cidade para sempre.

— Grande é o Senhor e muito digno de louvores na cidade onde ele mora; seu Monte santo, esta colina encantadora, é a alegria do universo.

— Monte Sião, no extremo norte situado, és a mansão do grande Rei! Deus revelou-se em suas fortes cidadelas um refúgio poderoso.

— Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade em meio a vosso templo; com vosso nome vai também vosso louvor aos confins de toda a terra.

Evangelho (Mt 7,6.12-14)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 6“Não deis aos cães as coisas santas, nem atireis vossas pérolas aos porcos; para que eles não as pisem com o pés e, voltando-se contra vós, vos despedacem. 12Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas. 13Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso é o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ele! 14Como é estreita a porta e apertado o caminho que leva à vida! E são poucos os que o encontram”!

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A porta estreita nos leva à vida eterna

 “Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas” (Mateus 7,12).

Há três conselhos maravilhosos de Jesus para nós no Evangelho de hoje. O primeiro deles é não perder tempo atirando as coisas boas e santas aos cães, além de pegar as nossas pérolas e atirar aos porcos.

Deixe-me ser claro e direto: não perca tempo com discussões tolas, com conversas vãs, que não levam a nada e só criam animosidades. Não se deixe levar por provocações.

Quem conhece uma verdade se abre para dialogar. Quando a pessoa já vem “armada” e cheia de argumentos, não perca tempo para poder conversar.

Vivemos em tempos difíceis de intolerância e discursos agressivos. Quando qualquer pessoa já usa agressividade, palavrão e ofensa, não perca tempo com essas discussões.

Viva a sua religião, a sua espiritualidade na oração. Ore; e isso basta! Não perca tempo com discussões inúteis, porque nelas não há bênção de Deus. Por mais bem intencionada que seja a discussão, tudo que vem da agressão não vem do coração de Deus.

Por isso, Jesus está dizendo que não podemos dar aos cães e aos porcos. Porque cães são os bravos e os porcos são aqueles que gostam de sujar tudo. Não percamos tempo com essas coisas.

Não trilhemos o caminho onde tudo é fácil e reluz, pois não saberemos enfrentar a vida

O segundo ponto importantíssimo e fundamental é a regra de ouro da vida cristã. Tudo que eu quero que os outros façam a mim, eu vou fazer a eles. Se quero que as pessoas sejam gentis e, muitas vezes, não são, eu vou ser porque tudo que eu queria era receber gentileza, eu queria que as pessoas dessem atenção a mim. Se as pessoas não me dão atenção, não tem problema, eu vou dar atenção a elas. E, “evangelicamente” falando, eu vou dar, porque nunca vou fazer para o outro aquilo que não quero para mim.

Se não quero que falem mal de mim, então não vou falar mal de ninguém. Se não quero que ninguém me prejudique, não vou prejudicar ninguém. Se o outro faz, que pena, porque ele ainda está pequeno na visão do Evangelho, mas não vou perder tempo julgando; vou perder tempo me cuidando para que eu seja realmente coerente com aquilo que acredito.

O terceiro ponto fundamental do Evangelho de hoje é o os caminhos da vida, as portas por onde entramos. Cuidado com as portas muito largas, porque portas largas significam as portas dos prazeres.

Vivemos num mundo e numa sociedade que prioriza ter prazeres. Não é que não temos que ter prazeres, o nosso prazer vem do cumprimento das nossas obrigações e responsabilidades. Quanto é importante sentirmos gosto em cumprirmos as nossas obrigações e responsabilidades.

Não caia na tentação das facilidades onde tudo é fácil, tudo cai de mão beijada. As facilidades, muitas vezes, começam em nossa casa, quando os pais criam filhos acomodados. Quando entro em uma casa e vejo que um filho não aprendeu a dobrar a própria coberta – que tristeza. O menino não sabe nem lavar o prato da comida que comeu ou simplesmente tem a vida fácil, celular na mão, videogame para jogar, se joga no sofá e não está aprendendo o caminho das obrigações e responsabilidades.

Não trilhemos o caminho onde tudo é fácil e reluz, pois não saberemos enfrentar a vida. Por isso, é o caminho da porta estreita, apertado, é esse que leva à vida eterna que nos aguarda, a vida que tem sentido nessa vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios