Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Is 49,1-6)
Leitura do Livro do Profeta Isaías.

1Nações marinhas, ouvi-me, povos distantes, prestai atenção: o Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; 2fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim flecha aguçada, escondida em sua aljava, 3e disse-me: “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado”.

4E eu disse: “Trabalhei em vão, gastei minhas forças sem fruto, inutilmente; entretanto o Senhor me fará justiça e o meu Deus me dará recompensa”. 5E agora diz-me o Senhor – ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo – que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória. 6Disse ele: “Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 138)
— Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!

— Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!

— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos; percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

— Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!

— Até o mais íntimo, Senhor, me conheceis; nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis, quando eu era modelado ocultamente, era formado nas entranhas subterrâneas.

Segunda Leitura (At 13,22-26)
Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Paulo disse: 22“Deus fez surgir Davi como rei e assim testemunhou a seu respeito: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que vai fazer em tudo a minha vontade’. 23Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus.

24Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. 25Estando para terminar sua missão, João declarou: ‘Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias’. 26Irmãos, descendentes de Abraão, e todos vós que temeis a Deus, a nós foi enviada esta mensagem de salvação”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Evangelho (Lc 1,57-66.80)
— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.
57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia, foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe, porém disse: “Não! Ele vai chamar-se João”.

61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse. 63Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu: “João é o seu nome”. E todos ficaram admirados. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele. 80E o menino crescia e se fortalecia em espírito. Ele vivia nos lugares desertos, até o dia em que se apresentou publicamente a Israel.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Conduza seus filhos na direção de Deus

Se quisermos que nossas crianças sejam realmente guiadas por Deus nessa vida, será preciso levá-las até Ele

“E o menino crescia e se fortalecia em espírito. Ele vivia nos lugares desertos, até o dia em que se apresentou publicamente a Israel” (Lucas 1, 80).

Na alegria de celebrarmos o nascimento de São João Batista, queremos fazer festa a esse grande acontecimento. É Jesus quem vai nos recordar que entre os nascidos de mulher não houve ninguém maior do que João, mas quem se fizer menor no Reino dos Céus, será maior do que ele [João].

Primeiro, Jesus vai exaltar a figura de João Batista, escolhido já no ventre de sua mãe, consagrado, santificado e designado para ser profeta de Deus.

Hoje, no Brasil, sobretudo no nordeste brasileiro, acendem-se muitas fogueiras, comem-se muitas comidas típicas tradicionais para festejar o São João. Entretanto, poucas pessoas sabem quem é, de verdade, João Batista. Um homem austero, de uma vida disciplinada, regrada pelo Evangelho, pela vivência da Palavra de Deus, que se consagrou a viver em sua vida os desígnios divinos.

Como seria bom se, em cada fogueira que se acendesse, em cada rojão e celebração, as virtudes em honra a São João Batista fossem recordadas e celebradas. As festas de São João Batista tornaram-se muito mais pagãs do que cristãs, mas não vamos perder o foco, o essencial.

A primeira coisa a se falar é da alegria de Zacarias, pai de João, que soltou a língua quando ele nasceu para louvar, bendizer e agradecer a Deus pelo presente dado, presente divino.

É um convite que faço a todo pai e toda mãe, a toda mulher que está esperando seu filho nascer, a todo pai que sabe o significado da vida. Quando seu filho viver a vida, quando chegar, pegue-o nos braços, louve, bendiga ao Senhor. Vamos agradecer muito a Deus por nossos filhos, pois cada criança é uma bênção, uma dádiva divina.

A segunda coisa é que João crescia e se fortalecia em Espírito. Como queremos que nossos filhos, nossas crianças e adolescentes cresçam e se fortaleçam no Espírito!

Chamo à atenção para que nossos pais não se preocupem apenas com a educação material e física de seus filhos, mas fortaleçam a vida no Espírito de nossas crianças. Porque não é a escola, nossos computadores nem smartphones que vão conceder vida espiritual a nossos filhos, pois esta é concedida primeiro vivendo-a, dando um alimento sólido como o Espírito, para que os filhos cresçam.

Se quisermos que nossas crianças sejam realmente guiadas por Deus nessa vida, precisaremos levá-las até Ele.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios