Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Cor 4,7-15)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 7trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.

8Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos entre os maiores apuros, mas sem perder a esperança; 9perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados; 10por toda a parte e sempre levamos em nós mesmos os sofrimentos mortais de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossos corpos.

11De fato, nós, os vivos, somos continuamente entregues à morte, por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossa natureza mortal. 12Assim, a morte age em nós, enquanto a vida age em vós. 13Mas, sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: “Eu creio e, por isso, falei”, nós também cremos e, por isso, falamos, 14certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco. 15E tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 125)

— Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

— Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

— Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios de canções.

— Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!” Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!

— Mudai nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

— Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

Evangelho (Mt 20,20-28)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

20Naquele tempo, a mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “O que tu queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”.

22Jesus, então, respondeu-lhes: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.

24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandesas oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Tudo o que fazemos é para a maior glória de Deus

Tudo o que temos, fazemos e somos não vem de nós, mas sim de Deus

“Trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós” (2 Coríntios 4,7).

A Igreja nos dá, hoje, a alegria de celebrarmos o apóstolo São Tiago, o irmão do apóstolo João; é aquele Tiago que nós conhecemos como o Tiago de Compostela. A tradição nos ensina que foi na Espanha que São Tiago foi martirizado.

O que me chama à atenção nesse jovem seguidor de Jesus, esse discípulo, é que ele era irmão de João e, junto de Pedro, fazia parte daqueles discípulos mais próximos de Jesus; ele acompanhou Cristo na transfiguração e no Horto das Oliveiras. Resumindo: ele participou, de uma forma mais próxima, da intimidade do Mestre, de momentos tão importantes e cruciais da vida d’Ele.

São Paulo está dizendo, hoje, na Carta aos Coríntios, que é em vasos de barro que trazemos essa graça extraordinária, para que possamos reconhecer que tudo o que temos, fazemos e somos não vem de nós, mas sim de Deus.

É uma grande tentação a vanglória e a soberba. Nascemos sem saber nada, e na vida vamos aprendendo a andar, falar, adquirir os dons que vamos, ao longo do tempo, progredindo na vida; depois que conhecemos, inclusive, as coisas de Deus, achamo-nos astros, maravilhosos, dopados de dons e assim por diante.

O símbolo maior que representa a vida é uma caveira. Você pode pensar: “A caveira é o símbolo da morte?” Não! A caveira representa que todos nós vamos virar caveiras um dia. São Francisco pisou na caveira. Sabe por quê? Porque, quando não olhamos para ela, não tomamos consciência daquilo que, de fato, nós somos. Somos apenas barro. Cada apóstolo, cada discípulo de Jesus, com exceção de João, irmão de Tiago, todos foram martirizados e morreram dando a sua vida por Cristo Jesus.

A grande graça que esses apóstolos do Senhor tiveram foi a graça de não se engrandecerem, não se exaltarem, não colocarem confetes naquilo que faziam, mas somente ao Senhor deram o engrandecimento, o reconhecimento, o louvor e a exaltação. Os seguidores de Jesus de hoje não podem fazer diferente. Quando assim o fazem, cresce o culto a nós, e o culto a Deus fica em segundo lugar, e não foi para isso que Deus nos chamou. Ele nos chamou para adorá-Lo, cultuá-Lo, honrá-Lo e levar o Seu nome a todas as nações.

O apóstolo de Jesus dá a sua vida por causa do Reino e não se engrandece. Não nos deixemos entristecer quando não somos reconhecidos, aplaudidos, curtidos e valorizados. Tudo o que fazemos e realizamos é para a maior glória de Deus, senão, o vaso cai por terra e quebra, e a tragédia é grande.

Coloquemos em Deus a direção do nosso coração, porque carregamos a graça em vasos de barro.

Deus abençoe você!

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=1S3vRvW7C6w
 

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios