Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Esd 1,1-6)

Início do Livro de Esdras.

1No primeiro ano do reinado de Ciro, rei da Pérsia, para que se cumprisse a palavra do Senhor pronunciada pela boca de Jeremias, o Senhor moveu o espírito de Ciro, rei da Pérsia, que mandou publicar em todo o seu reino, de viva voz e por escrito, a seguinte proclamação:

2“Assim fala Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus do Céu, me deu todos os reinos da terra e me encarregou de lhe construir um templo em Jerusalém, na terra de Judá. 3Quem, dentre vós todos, pertence a seu povo? Que o Senhor, seu Deus, esteja com ele, e que se ponha a caminho e suba a Jerusalém, e construa o templo do Senhor, Deus de Israel, o Deus que está em Jerusalém. 4E a todos os sobreviventes, onde quer que residam, as pessoas do lugar proporcionem prata, ouro, bens e animais, além de donativos espontâneos para o templo de Deus, que está em Jerusalém”. 5Então se levantaram os chefes de família de Judá e de Benjamim, os sacerdotes e os levitas, todos aqueles que se sentiram inspirados por Deus para ir edificar o templo do Senhor, que está em Jerusalém. 6E todos os seus vizinhos lhes trouxeram toda espécie de ajuda em prata, ouro, bens, animais e objetos preciosos, sem falar em todas as doações espontâneas.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 125)

— Maravilhas fez conosco o Senhor!

— Maravilhas fez conosco o Senhor!

— Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios de canções.

— Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!” Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria.

— Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

— Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

Evangelho (Lc 8,16-18)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 16“Ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama; ao contrário, coloca-a no candeeiro, a fim de que todos os que entram vejam a luz. 17Com efeito, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto. 18Portanto, prestai atenção à maneira como vós ouvis! Pois a quem tem alguma coisa, será dado ainda mais; e àquele que não tem, será tirado até mesmo o que ele pensa ter”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

A luz de Deus nos direciona

A luz de Deus nos ajuda a caminhar na luz, tira-nos das trevas, porque Ele torna tudo claro e manifesto

“Com efeito, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto” (Lucas 8,17).

Deus é luz, e quem está n’Ele permanece na luz. Como essa palavra de Deus se aplica em nossa vida, no nosso coração e nas nossas relações humanas? Quem está em Deus deve ser uma pessoa transparente, que caminha sempre na luz e não na escuridão da vida, mantendo tudo o que faz escondido, sem ninguém saber.

As nossas boas obras devem ser manifestadas e conhecidas. Não é que temos de fazer propaganda, chamar à atenção, pois as obras boas que fazemos claramente aparecem, são perceptíveis; mas as obras ruins também.

Por que conhecemos as obras ruins? Para corrigi-las, para direcioná-las e tirá-las da escuridão e das trevas. Quando não conhecemos as coisas negativas que estão em nós, as pessoas, falam, comentam, não vemos, mas é sinal de que não estamos colocando a nossa vida na luz.

Quando colocamos a nossa vida na luz, vemos, claramente, as inclinações positivas, as boas obras que devemos fazer, porque a luz de Deus nos dá direção e nos mostra por onde devemos caminhar.

Quando estamos em Deus, também temos clareza de nossas fraquezas, dos nossos limites, erros e pecados. Não é para vivermos nos acusando nem acusarmos os outros, é o contrário, é para corrigir aquilo que em nós precisa ser corrigido, é para, com o auxílio da luz de Deus, sair das trevas e caminhar na direção da luz, da vida, e ser luz também para os outros, para ter paciência com os limites e fraquezas do outro. A luz de Deus nos ajuda a caminhar na luz, tira-nos das trevas, porque Ele torna tudo claro e manifesto.

Há muitas coisas escondidas dentro de nós; há coisas que guardamos no interior da nossa alma que nem mesmo nós temos consciência delas. Não é para ficarmos fazendo tempestades no coração e na mente, mas é para deixarmos tudo se iluminar, clarear, tudo vir à luz. Para retirar o que não serve, o que não presta, e curar o que precisa ser curado, transformar o que precisa ser transformado, mas para eliminar aquilo que não nos santifica nem nos torna um verdadeiro filho de Deus.

Que a luz de Deus direcione, encaminhe nossos passos e nos ajude a caminhar na vontade do Senhor.

Deus abençoe você!

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=zPfkxAY3I5o
 

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios