Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Ts 1,1-5.8b-10)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.

1Paulo, Silvano e Timóteo, à Igreja dos tessalonicenses reunida em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo: a vós, graça e paz! 2Damos graças a Deus por todos vós, lembrando-vos sempre em nossas orações. 3Diante de Deus, nosso Pai, recordamos sem cessar a atuação da vossa fé, o esforço da vossa caridade e a firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. 4Sabemos, irmãos amados por Deus, que sois do número dos escolhidos. 5Porque o nosso evangelho não chegou até vós somente por meio de palavras, mas também mediante a força que é o Espírito Santo; e isso com toda a abundância.

Sabeis de que maneira procedemos entre vós, para o vosso bem. 8bA vossa fé em Deus propagou-se por toda parte. Assim, nós já nem precisamos falar, 9pois as pessoas mesmas contam como vós nos acolhestes e como vos convertestes, abandonando os falsos deuses, para servir ao Deus vivo e verdadeiro, 10esperando dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos: Jesus, que nos livra do castigo que está por vir.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 149)

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Mt 23,13-22)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o Reino dos Céus aos homens. Vós porém não entrais, 14nem deixais entrar aqueles que o desejam. 15Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós percorreis o mar e a terra para converter alguém, e quando o conseguis, o tornais merecedor do inferno, duas vezes pior do que vós.

16Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: ‘Se alguém jura pelo Templo, não vale; mas, se alguém jura pelo ouro do Templo, então vale!’ 17Insensatos e cegos! O que vale mais: o ouro ou o Templo que santifica o ouro? 18Vós dizeis também: ‘Se alguém jura pelo altar, não vale; mas, se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, então vale!’

19Cegos! O que vale mais: a oferta, ou o altar que santifica a oferta? 20Com efeito, quem jura pelo altar, jura por ele e por tudo o que está sobre ele. 21E quem jura pelo Templo, jura por ele e por Deus que habita no Templo. 22E quem jura pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Esforcemo-nos para viver a nossa religião sem hipocrisia

 “Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o Reino dos Céus aos homens. Vós porém não entrais” (Mateus 23,13-14).

A Palavra de Deus, hoje, referindo-se aos mestres da Lei e aos fariseus, diz respeito às pessoas religiosas, afinal de contas, os mestres da Lei são aqueles que conhecem a Lei de Deus, conhecem, inclusive, as nuances menores da Lei e são mestres, doutores e conhecedores, são aqueles que ensinam aos outros como viver a Palavra e a Lei de Deus.

Os fariseus, ainda que tenhamos dado uma conotação negativa, são as pessoas que praticam a religião, são aqueles que estão sempre na sinagoga, no templo, pagando dízimo, cumprindo os rituais religiosos. Há, no entanto, algo que tem caracterizado os homens de ontem e os homens de hoje também nas práticas religiosas, que é, justamente, a hipocrisia.

Jesus não estava condenando os homens por serem doutores da lei ou fariseus, o que os estava condenando era o fato de serem religiosos hipócritas. Eles exigiam dos outros aquilo que eles mesmos não viviam; eles eram duros e exigentes demais com os outros, mas escondiam e colocavam na penumbra do coração as práticas inconvenientes, as práticas hipócritas que viviam no coração.

A religião verdadeira é daquele que escuta a Palavra e se esforça, de todo o coração, para vivê-la sem hipocrisia

A religião é para ser vivida com seriedade, e Deus tem misericórdia dos nossos pecados, das nossas fraquezas, dos nossos erros e limites. Na misericórdia, Deus vai nos fortalecendo para que cresçamos e nos levantemos. Só não dá para se levantar da hipocrisia, porque ela é uma faixa que veda os nossos olhos, para que vejamos o nosso interior ou sempre estejamos encobrindo e desculpando as nossas práticas, porém, nos tornamos muito duros e até grossos na cobrança da prática dos outros.

É muito fácil ver as pessoas falando com veemência, cobrando os outros e exigindo algo deles, mas a prática religiosa não corresponde. Como é duro, em nossa casa, os pais quererem cobrar dos seus filhos o que eles mesmos não vivem. Como querem que os filhos sejam disciplinados ou tenham vida de oração?

O lema da hipocrisia é aquele: “Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”. É o ditado mais hipócrita do mundo. Faça o que eu procuro fazer, faça aquilo que estou me esforçando para ser e perdoe-me se, muitas vezes, não consigo fazer aquilo que eu mesmo falo, mas eu quero me esforçar para fazer, porque o que vale para você tem que valer muito mais para mim que estou falando.

Estamos transformando a nossa religião e as nossas práticas em práticas hipócritas, quando queremos exigir dos outros aquilo que não nos esforçamos para fazer ou encobrimos, e desculpamos aquilo que fazemos. A religião verdadeira é daquele que escuta a Palavra e se esforça, de todo o coração, para vivê-la sem hipocrisia.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo  - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios