Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Sm 5,1-7.10)

Leitura do Segundo Livro de Samuel.

Naqueles dias, 1todas as tribos de Israel vieram encontrar-se com Davi em Hebron e disseram-lhe: “Aqui estamos. Somos teus ossos e tua carne. 2Tempos atrás, quando Saul era nosso rei, eras tu que dirigias os negócios de Israel. E o Senhor te disse: Tu apascentarás o meu povo Israel e serás o seu chefe”.

3Vieram, pois, todos os anciãos de Israel até o rei em Hebron. O rei Davi fez com eles uma aliança em Hebron, na presença do Senhor, e eles o ungiram rei de Israel. 4Davi tinha trinta anos quando começou a reinar, e reinou quarenta anos: 5sete anos e seis meses sobre Judá, em Hebron, e trinta e três anos em Jerusalém, sobre todo o Israel e Judá. 6Davi marchou então com seus homens para Jerusalém, contra os jebuseus que habitavam aquela terra. Estes disseram a Davi: “Não entrarás aqui, pois serás repelido por cegos e coxos”. Com isso queriam dizer que Davi não conseguiria entrar lá.

7Davi, porém, tomou a fortaleza de Sião, que é a cidade de Davi. 10Davi ia crescendo em poder, e o Senhor, Deus todo-poderoso, estava com ele.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 88)

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele.

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele.

— Outrora vós falastes em visões a vossos santos: “Coloquei uma coroa na cabeça de um herói e do meio deste povo escolhi o meu Eleito.

— Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. Estará sempre com ele minha mão onipotente, e meu braço poderoso há de ser a sua força.

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, sua força e seu poder por meu nome crescerão. Eu farei que ele estenda sua mão por sobre os mares, e a sua mão direita estenderei por sobre os rios.

Evangelho (Mc 3,22-30)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava possuído por Beelzebu, e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios. 23Então Jesus os chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? 24Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. 25Se uma família se divide contra si mesma, não poderá manter-se. 26Assim, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será destruído. 27Ninguém pode entrar na casa de um homem forte para roubar seus bens, sem antes o amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. 28Em verdade vos digo: tudo será perdoado aos homens, tanto os pecados, como qualquer blasfêmia que tiverem dito. 29Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo, nunca será perdoado, mas será culpado de um pecado eterno”. 30Jesus falou isso, porque diziam: “Ele está possuído por um espírito mau”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Um reino dividido não se mantém

 “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. Se uma família se divide contra si mesma, não poderá manter-se” (Mc 3,23-25).

É preciso dizer, com toda propriedade, que a divisão é a ação diabólica no meio de nós. É a divisão que coloca as pessoas umas contra as outras. Veja que: a grande tática do mal é entre nós; é justamente fazer isto: nos colocarmos uns contra os outros. Porque o maligno é aquele que dividiu-se, separou-se, aquele que se opôs e se colocou contra Deus.

Ele não nos quer ser só contra Deus porque é uma tática muito velha, então, é mais fácil ele nos colocar uns contra os outros. Imagine uma casa dividida em que as pessoas só brigam, opõem-se, atacam-se, quem é que dá conta de viver numa casa dessa? Essa casa viraria um verdadeiro inferno! E o inferno é justamente isto, divisão; ele é essa cisão que coloca-nos uns contra os outros. Uma família dividida não persiste nem dura.

Não, não há problema nenhum em pensar diferente, ter opiniões diversas; não há problema nenhum em ser diferente do outro. O problema é o contrario, ou seja, é não saber acolher a diferença do outro, não saber compartilhar daquilo que o outro pensa diferente. Mas a tentativa de fazer que todos pensem como eu, que sejam como eu, que tenham a mesma cabeça que eu tenho não só empobrece o mundo, como também é uma visão egoísta, narcisista, egocêntrica e equivocada.

Trabalhemos não pela uniformidade, e sim pela unidade e espírito de concórdia

Não, não precisamos ter cabeças iguais! Nós não precisamos ter sentimentos iguais; o que precisamos é ter sentimentos de amor que respeita, acolhe e sabe conviver.

O fruto mais perverso da divisão é a intolerância, isso ocorre quando não toleramos o diferente, não sabemos amar o outro que até achamos ser errado. Mas, se queremos mudar a alguém, comecemos mudando a nós mesmos que nos fechamos, endurecemos, nos tornamos aquelas pessoas sectárias e só causamos divisões, briga, confusão. Isso acontece na família, na Igreja, na sociedade. 

Hoje, a manipulação terrível das redes sociais, dos instrumentos que as pessoas têm nas mãos, que deveriam ser usados para semear a boa semente, quantas vezes são usados, até na própria igreja, para semear a discórdia, divisão, separação; para colocar uns contra os outros; para levar um a falar mal do padre, do bispo, do irmão, da irmã.

Um reino dividido contra si mesmo não se mantém. O Reino de Deus não se mantém em nós porque nos dividimos e nos colocamos uns contra os outros. 

Trabalhemos não pela uniformidade, e sim pela unidade, pelo espírito de concórdia e comunhão. Vivamos numa mesma casa, mesmo não tendo a mesma opinião.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Faceboo

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios