Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 10,11-18)

Leitura da Carta aos Hebreus.

11Todo sacerdote se apresenta diariamente para celebrar o culto, oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, incapazes de apagar os pecados. 12Cristo, ao contrário, depois de ter oferecido um sacrifício único pelos pecados, sentou-se para sempre à direita de Deus. 13Não lhe resta mais senão esperar até que seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés.

14De fato, com esta única oferenda, levou à perfeição definitiva os que ele santifica. 15É isto que também nos atesta o Espírito Santo, porque, depois de ter dito: 16“Eis a aliança que farei com eles, depois daqueles dias”, o Senhor declara: “Pondo as minhas leis nos seus corações e inscrevendo-as na sua mente, 17não me lembrarei mais dos seus pecados, nem das suas iniquidades”. 18Ora, onde existe o perdão, já não se faz oferenda pelo pecado.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 109)

— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

— Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!”

— O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois Ele diz: “Domina com vigor teus inimigos.

— Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”

— Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec!”

Evangelho (Mc 4,1-20)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus começou a ensinar de novo às margens do mar da Galileia. Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele, de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou, enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia.

2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. E, em seu ensinamento, dizia-lhes: 3“Escutai! O semeador saiu a semear. 4Enquanto semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vieram os pássaros e a comeram. 5Outra parte caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, 6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada; e, como não tinha raiz, secou. 7Outra parte caiu no meio dos espinhos; os espinhos cresceram, a sufocaram, e ela não deu fruto.

8Outra parte caiu em terra boa e deu fruto, que foi crescendo e aumentando, chegando a render trinta, sessenta e até cem por um”. 9E Jesus dizia: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. 10Quando ficou sozinho, os que estavam com ele, junto com os Doze, perguntaram sobre as parábolas. 11Jesus lhes disse: “A vós, foi dado o mistério do Reino de Deus; para os que estão fora, tudo acontece em parábolas, 12para que olhem mas não enxerguem, escutem mas não compreendam, para que não se convertam e não sejam perdoados”.

13E lhes disse: “Vós não compreendeis esta parábola? Então, como compreendereis todas as outras parábolas? 14O semeador semeia a Palavra. 15Os que estão à beira do caminho são aqueles nos quais a Palavra foi semeada; logo que a escutam, chega Satanás e tira a Palavra que neles foi semeada. 16Do mesmo modo, os que receberam a semente em terreno pedregoso, são aqueles que ouvem a Palavra e logo a recebem com alegria, 17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes; quando chega uma tribulação ou perseguição, por causa da Palavra, logo desistem.

18Outros recebem a semente entre os espinhos: são aqueles que ouvem a Palavra; 19mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e todos os outros desejos, sufocam a Palavra, e ela não produz fruto. 20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Acolha a semente da Palavra de Deus no seu coração

 “Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um” (Marcos 4,20).

Você é aquele que recebe a Palavra. Eu sou aquele homem que recebe a Palavra de Deus. Todos nós estamos recebendo a semente da Palavra. É por isso que você está me vendo e me ouvindo, porque a Palavra de Deus estou semeando no seu coração.

É preciso que você reconheça, que você qualifique o terreno que você é, porque, muitas vezes, você pode receber a Palavra como aquele terreno recebeu, mas ele estava disperso, aquele terreno era levado pelo vento. A semente caiu e os ventos a levaram, os passarinhos levaram a semente, e ela, é óbvio, não deu fruto.

Muitas vezes, o nosso coração é desatento e disperso; o nosso coração está vertido nas distrações, não centramos e não acolhemos essa Palavra. Outra vez, a semente cai em nosso coração, ele é como um terreno pedregoso, até entra em nós, mas você sabe que num terreno que é pedregoso, não há raiz e nem profundidade.

Acolha a Palavra de Deus no seu coração e dedique-se com paixão a ela, que ela produzirá frutos em sua vida

Vivemos, muitas vezes, numa vida de superficialidade, até na nossa relação com Deus. Nós gostamos, mas nunca nos aproximamos, achamos bonita a Palavra do Evangelho, mas não mergulhamos nela, não a deixamos penetrar em nós e não penetramos nela, então, logo ela é sufocada, logo as pedras que estão ali, fazem essa semente morrer.

Outra parte da semente caiu no terreno cheio de espinhos. Você sabe que os espinhos crescem mais do que tudo, e espinho sufoca, prende, não permite ir para a frente. Recebemos a Palavra de Deus, mas estamos tão sufocados por preocupações, inquietações, problemas, paixões… Tudo aquilo (que são as preocupações da vida) acaba realmente sufocando e oprimindo a força da Palavra de Deus em nós.

Seja um terreno livre, seja um bom terreno, não se distraia, mas com profundidade, com serenidade e simplicidade acolha a Palavra de Deus no seu coração e dedique-se com paixão a ela… Que ela produzirá frutos em sua vida!

Você mesmo pode responder: a Palavra de Deus tem produzido frutos em sua vida? A semente da Palavra que você recebe a cada dia, que mudança ela tem realizado? Que frutos você tem colhido? Que realidade a semente tem transformado dentro de você e ao seu redor?

Não permita que as sementes se dispersem, mas permita que a Palavra semeada no nosso coração produza uma vida nova.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios