Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 10,11-18)

Leitura da Carta aos Hebreus.

11Todo sacerdote se apresenta diariamente para celebrar o culto, oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, incapazes de apagar os pecados. 12Cristo, ao contrário, depois de ter oferecido um sacrifício único pelos pecados, sentou-se para sempre à direita de Deus. 13Não lhe resta mais senão esperar até que seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés.

14De fato, com esta única oferenda, levou à perfeição definitiva os que ele santifica. 15É isto que também nos atesta o Espírito Santo, porque, depois de ter dito: 16“Eis a aliança que farei com eles, depois daqueles dias”, o Senhor declara: “Pondo as minhas leis nos seus corações e inscrevendo-as na sua mente, 17não me lembrarei mais dos seus pecados, nem das suas iniquidades”. 18Ora, onde existe o perdão, já não se faz oferenda pelo pecado.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 109)

— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

— Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!”

— O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois Ele diz: “Domina com vigor teus inimigos.

— Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”

— Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec!”

Evangelho (Mc 4,1-20)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus começou a ensinar de novo às margens do mar da Galileia. Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele, de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou, enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia.

2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. E, em seu ensinamento, dizia-lhes: 3“Escutai! O semeador saiu a semear. 4Enquanto semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vieram os pássaros e a comeram. 5Outra parte caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, 6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada; e, como não tinha raiz, secou. 7Outra parte caiu no meio dos espinhos; os espinhos cresceram, a sufocaram, e ela não deu fruto.

8Outra parte caiu em terra boa e deu fruto, que foi crescendo e aumentando, chegando a render trinta, sessenta e até cem por um”. 9E Jesus dizia: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. 10Quando ficou sozinho, os que estavam com ele, junto com os Doze, perguntaram sobre as parábolas. 11Jesus lhes disse: “A vós, foi dado o mistério do Reino de Deus; para os que estão fora, tudo acontece em parábolas, 12para que olhem mas não enxerguem, escutem mas não compreendam, para que não se convertam e não sejam perdoados”.

13E lhes disse: “Vós não compreendeis esta parábola? Então, como compreendereis todas as outras parábolas? 14O semeador semeia a Palavra. 15Os que estão à beira do caminho são aqueles nos quais a Palavra foi semeada; logo que a escutam, chega Satanás e tira a Palavra que neles foi semeada. 16Do mesmo modo, os que receberam a semente em terreno pedregoso, são aqueles que ouvem a Palavra e logo a recebem com alegria, 17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes; quando chega uma tribulação ou perseguição, por causa da Palavra, logo desistem.

18Outros recebem a semente entre os espinhos: são aqueles que ouvem a Palavra; 19mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e todos os outros desejos, sufocam a Palavra, e ela não produz fruto. 20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Acolha a semente da Palavra de Deus no seu coração

 “Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um” (Marcos 4,20).

Você é aquele que recebe a Palavra. Eu sou aquele homem que recebe a Palavra de Deus. Todos nós estamos recebendo a semente da Palavra. É por isso que você está me vendo e me ouvindo, porque a Palavra de Deus estou semeando no seu coração.

É preciso que você reconheça, que você qualifique o terreno que você é, porque, muitas vezes, você pode receber a Palavra como aquele terreno recebeu, mas ele estava disperso, aquele terreno era levado pelo vento. A semente caiu e os ventos a levaram, os passarinhos levaram a semente, e ela, é óbvio, não deu fruto.

Muitas vezes, o nosso coração é desatento e disperso; o nosso coração está vertido nas distrações, não centramos e não acolhemos essa Palavra. Outra vez, a semente cai em nosso coração, ele é como um terreno pedregoso, até entra em nós, mas você sabe que num terreno que é pedregoso, não há raiz e nem profundidade.

Acolha a Palavra de Deus no seu coração e dedique-se com paixão a ela, que ela produzirá frutos em sua vida

Vivemos, muitas vezes, numa vida de superficialidade, até na nossa relação com Deus. Nós gostamos, mas nunca nos aproximamos, achamos bonita a Palavra do Evangelho, mas não mergulhamos nela, não a deixamos penetrar em nós e não penetramos nela, então, logo ela é sufocada, logo as pedras que estão ali, fazem essa semente morrer.

Outra parte da semente caiu no terreno cheio de espinhos. Você sabe que os espinhos crescem mais do que tudo, e espinho sufoca, prende, não permite ir para a frente. Recebemos a Palavra de Deus, mas estamos tão sufocados por preocupações, inquietações, problemas, paixões… Tudo aquilo (que são as preocupações da vida) acaba realmente sufocando e oprimindo a força da Palavra de Deus em nós.

Seja um terreno livre, seja um bom terreno, não se distraia, mas com profundidade, com serenidade e simplicidade acolha a Palavra de Deus no seu coração e dedique-se com paixão a ela… Que ela produzirá frutos em sua vida!

Você mesmo pode responder: a Palavra de Deus tem produzido frutos em sua vida? A semente da Palavra que você recebe a cada dia, que mudança ela tem realizado? Que frutos você tem colhido? Que realidade a semente tem transformado dentro de você e ao seu redor?

Não permita que as sementes se dispersem, mas permita que a Palavra semeada no nosso coração produza uma vida nova.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.