Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Eclo 42,15-26)

Leitura do Livro do Eclesiástico.

15Vou recordar as obras do Senhor, vou descrever aquilo que vi. Pelas palavras do Senhor foram feitas as suas obras, de acordo com a sua vontade realizou-se o seu julgamento. 16O sol brilhante contempla todas as coisas, e a obra do Senhor está cheia da sua glória. 17Os santos do Senhor não são capazes de descrever todas as suas maravilhas. O Senhor todo-poderoso as confirmou, para que tudo continuasse firme para sua glória. 18Ele sonda o abismo e o coração, e penetra em todas as suas astúcias. 19Pois o Altíssimo possui toda a ciência e fixa o olhar nos sinais dos tempos; Ele manifesta o passado e o futuro e revela as coisas ocultas. 20Nenhum pensamento lhe escapa e nenhuma palavra lhe fica escondida. 21Pôs em ordem as maravilhas da sua sabedoria, pois só Ele existe antes dos séculos e para sempre. 22Nada lhe foi acrescentado, nada tirado, e Ele não precisa de conselheiro algum. 23Como são desejáveis todas as suas obras brilhando como centelha que se pode contemplar! 24Tudo isso vive e permanece sempre, e em todas as circunstâncias tudo lhe obedece. 25Todas as coisas existem aos pares, uma em face da outra, e Ele nada fez de incompleto: 26uma coisa completa a bondade da outra, quem, pois, se fartará de contemplar a sua glória?

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 32)

— A palavra do Senhor criou os céus.

— A palavra do Senhor criou os céus.

— Dai graças ao Senhor ao som da harpa, na lira de dez cordas celebrai-o! Cantai para o Senhor um canto novo, com arte sustentai a louvação!

— Pois reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz, merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

— A palavra do Senhor criou os céus, e o sopro de seus lábios, as estrelas. Como num odre junta as águas do oceano, e mantém no seu limite as grandes águas.

— Adore ao Senhor a terra inteira, e o respeitem os que habitam o universo! Ele falou e toda a terra foi criada, ele ordenou e as coisas todas existiram.

Evangelho (Mc 10,46-52)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46Jesus saiu de Jericó, junto com seus discípulos e uma grande multidão. O filho de Timeu, Bartimeu, cego e mendigo, estava sentado à beira do caminho. 47Quando ouviu dizer que Jesus, o Nazareno, estava passando, começou a gritar: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”.

48Muitos o repreendiam para que se calasse. Mas ele gritava mais ainda: “Filho de Davi, tem piedade de mim!” 49Então Jesus parou e disse: “Chamai-o”. Eles o chamaram e disseram: “Coragem, levanta-te, Jesus te chama!” 50O cego jogou o manto, deu um pulo e foi até Jesus. 51Então Jesus lhe perguntou: “Que queres que eu te faça?” O cego respondeu: “Mestre, que eu veja!” 52Jesus disse: “Vai, a tua fé te curou”. No mesmo instante, ele recuperou a vista e seguia Jesus pelo caminho.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A fé nos ajuda a enxergar a graça de Deus

 “Então, Jesus lhe perguntou: ‘Que queres que eu te faça?’ O cego respondeu: ‘Mestre, que eu veja!’” (Marcos 10,51).

O cego de Bartimeu, filho de Timeu, que era não só cego, era mendigo e estava sempre à beira do caminho, ouviu Jesus passando. E, quando ouviu Jesus passando, gritou com todo o ardor do seu coração: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”.

Ele podia ser cego e mendigo, mas tinha a visão da graça, porque mesmo sem seus olhos verem como os nossos – fisicamente falando – ele enxergou pela sensibilidade que era Jesus que estava ali. Mas mais do que isso, ele enxergou quem era Jesus.

Porque não basta ver a pessoa, nós temos que assumir qual é a identidade da pessoa. Ele sabia que Jesus era o Messias, seja por ser o Filho de Davi, como ele mesmo clamou, seja por clamar pela misericórdia, porque só quem pode nos dar a sua misericórdia é Deus. Então, ele foi ousado na fé, ele desafiou sua própria cegueira física.

A nós, que parecemos enxergar tão bem, nós, muitas vezes, deixamos de enxergar a graça, deixamos de enxergar Jesus passando no meio de nós. Deixamos de enxergar a graça de Deus entre nós para enxergarmos somente as desgraças do mundo.

Precisamos da graça, precisamos realmente nos submeter à luz de Jesus, nos tempos todos que estamos vivendo

Não podemos ter olhos vedados, andar como cegos e indiferentes. As tribulações do mundo são muitas, os desafios que passamos, no tempo presente, são cruéis, não podemos fechar os olhos para a realidade jamais.

Não podemos perder os olhos da fé, não podemos perder os olhos da graça, não podemos deixar de enxergar Jesus no meio de nós. E, assim como esse cego, gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de nós”. Tende piedade dessa humanidade que está padecendo, está envolta numa cegueira sem igual. E, quando a pessoa está cega e não cuida de enxergar, como é possível de sobressair-se nesse mundo, nós começamos a atropelar uns aos outros. Você imagina, cego guiando outro cego e quantas realidades. Estamos indo para o buraco, estamos caindo mesmo, porque estamos sendo cegos guiando outros cegos.

Precisamos da luz, precisamos da graça, precisamos realmente nos submeter à luz de Jesus, nos tempos todos que estamos vivendo e enfrentando. Peçamos a graça de enxergar o que não enxergamos.

Tem muita coisa que não enxergamos, a começar por enxergar nós mesmos, de escutar aquele velho ditado: “Se enxerga”. Reveja o que está dentro de você, o que tem nessa cabeça, nesse coração. Para termos em nós a mentalidade de Jesus, é preciso permitir que Ele abra os nossos olhos.

“Vá, meu filho. A tua fé te curou”. Que a fé nos cure, nos levante e nos ajude a enxergar o que não enxergamos.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.