Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 18,16-33)

Leitura do Livro do Gênesis.

16Os homens levantaram-se e partiram na direção de Sodoma. Abraão acompanhava-os para encaminhá-los. 17E o Senhor disse consigo: “Acaso poderei ocultar a Abraão o que vou fazer? 18Pois Abraão virá a ser uma nação grande e forte e nele serão abençoadas todas as nações da terra. 19De fato, eu o escolhi, para que ensine seus filhos e sua família a guardarem os caminhos do Senhor, praticando a justiça e o direito, a fim de que o Senhor cumpra em favor de Abraão tudo o que lhe prometeu”.

20Então, o Senhor disse: “O clamor contra Sodoma e Gomorra cresceu, e agravou-se muito o seu pecado. 21Vou descer para verificar se as suas obras correspondem ou não ao clamor que chegou até mim”.

22Partindo dali, os homens dirigiram-se a Sodoma, enquanto Abraão ficou na presença do Senhor. 23Então, aproximando-se, disse Abraão: “Vais realmente exterminar o justo com o ímpio? 24Se houvesse cinquenta justos na cidade, acaso iríeis exterminá-los? Não pouparias o lugar por causa dos cinquenta justos que ali vivem? 25Longe de ti agir assim, fazendo morrer o justo com o ímpio, como se o justo fosse igual ao ímpio. Longe de ti! O juiz de toda a terra não faria justiça?”

26O Senhor respondeu: “Se eu encontrasse em Sodoma cinquenta justos, pouparia por causa deles a cidade inteira”.

27Abraão prosseguiu dizendo: “Estou sendo atrevido em falar a meu Senhor, eu que sou pó e cinza. 28Se dos cinquenta justos faltassem cinco, destruirias por causa dos cinco a cidade inteira?”

O Senhor respondeu: “Não destruiria, se achasse ali quarenta e cinco justos”.

29Insistiu ainda Abraão e disse: “E se houvesse quarenta?” Ele respondeu: “Por causa dos quarenta, não o faria”. 30Abraão tornou a insistir: “Não se irrite o meu Senhor, se ainda falo. E se houvesse apenas trinta justos?” Ele respondeu: “Também não o faria, se encontrasse trinta”.

31Tornou Abraão a insistir: “Já que me atrevi a falar a meu Senhor, e se houver vinte justos?” Ele respondeu: “Não a iria destruir por causa dos vinte”.

32Abraão disse: “Que o meu Senhor não se irrite, se eu falar mais uma vez: e se houvesse apenas dez?” Ele respondeu: “Por causa dos dez, não a destruiria”. 33Tendo acabado de falar, o Senhor retirou-se, e Abraão voltou para a sua tenda.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 102,1-11)

— O Senhor é indulgente, é favorável.

— O Senhor é indulgente, é favorável.

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome! Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores!

— Pois ele te perdoa toda culpa, e cura toda a tua enfermidade; da sepultura ele salva a tua vida e te cerca de carinho e compaixão.

— O Senhor é indulgente, é favorável, é paciente, é bondoso e compassivo. Não fica sempre repetindo as suas queixas, nem guarda eternamente o seu rancor.

— Não nos trata como exigem nossas faltas, nem nos pune em proporção às nossas culpas. Quanto os céus por sobre a terra se elevam, tanto é grande o seu amor aos que o temem.

Evangelho (Mt 8,18-22)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 18vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago. 19Então um mestre da Lei aproximou-se e disse: “Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás”.

20Jesus lhe respondeu: “As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”. 21Um outro dos discípulos disse a Jesus: “Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai”. 22Mas Jesus lhe respondeu: “Segue-me, e deixa que os mortos sepultem os seus mortos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Seguir Jesus é trabalhar para ter a vida digna

“As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça” (Mateus 8,20).

Veja que é um mestre da Lei, um homem conhecedor da Lei que se aproxima de Jesus e diz: “Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás”. 

Jesus não ilude ninguém, Ele não engana ninguém. “Tu queres me seguir, eu te dou a segurança da vida eterna, mas não te dou a segurança material nem afetiva que você quer e tanto anseia”. As aves do céu têm seus ninhos, as raposas têm suas tocas; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a sua cabeça. O Filho do Homem não se apega a nada, não tem nada, vive despojado.

Seguir Jesus é, muitas vezes, viver na insegurança do mundo em que estamos. “Meu Deus, por que estou passando por isso?”; “Por que estou passando por essa provação de não ter as coisas?”. De forma alguma, não se iluda!

Seguir Jesus é ter momentos onde vamos ter em abundância, mas em momentos não vamos ter nada

Precisamos trabalhar para conseguirmos o nosso pão de cada dia, mas não espere de Deus a estabilidade material. Porque, na verdade, tudo neste mundo é temporal, e se nos apegamos às coisas temporais, não conseguimos nos prender ao essencial, não conseguimos ter a dinâmica, o gosto e o sabor pelo que é do Céu.

Se vivemos presos e se a nossa vida são as vantagens materiais, não conseguimos seguir Jesus, porque ninguém tem neste mundo estabilidade material como queria ter. Você termina de fazer uma casa que durou uma vida inteira, o seu próximo trabalho agora é viver reparando, consertando, arrumando, reformando… Enfim, o que é próprio da vida.

Seguir Jesus é trabalhar para ter a vida digna de cada dia; com certeza, não tenha dúvida nenhuma sobre isso, mas não espere ter a segurança que sempre queremos e buscamos ter.

Seguir Jesus é segui-Lo na sombra e no calor, é segui-Lo na chuva e no sol. Seguir Jesus é ter momentos onde vamos ter em abundância, mas em momentos não vamos ter nada. Como nos diz São Paulo: “Sei viver na abundância e na carência. Sei viver tendo e não tendo” (cf. Filipenses 4,10).

Agora, se você acha que seguir Jesus é sempre ter, é ter aquela estabilidade, é ter prosperidade material, está tendo um engano, porque Ele próprio não teve nenhuma estabilidade material e nenhuma prosperidade, como muitos querem pregar.

“Jesus, eu vou te seguir, mas primeiro deixa eu enterrar meu pai”. Ou seja, queremos neste mundo achar que o pai e mãe não vão morrer. Vamos esperar isso acontecer, mas, às vezes, vamos até primeiro do que o pai e a mãe.

Não é essa a lógica da vida, mas, resumindo, siga Jesus com seu pai e com sua mãe, siga Jesus naquilo que está fazendo, trabalhando, se dando para o Reino de Deus. Não espere a vida estar estabilizada ou não espere que tudo, afetivamente, esteja resolvido. Seguimos Jesus do jeito que estamos, do jeito que somos. Seguimos Jesus com a nossa pobreza e riqueza, mas fazemos d’Ele a nossa única riqueza. Seguimos Jesus amando os nossos, mas fazendo d’Ele o primeiro amor da nossa vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios