Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Primeira Leitura (Ap 22,1-7)

Leitura do Livro do Apocalipse de São João.

A mim, João, 1o anjo do Senhor mostrou-me um rio de água viva, o qual brilhava como cristal. O rio brotava do trono de Deus e do Cordeiro. 2No meio da praça, de cada lado do rio, estão plantadas árvores da vida; elas dão frutos doze vezes por ano; em cada mês elas dão fruto; suas folhas servem para curar as nações. 3Já não haverá maldição alguma. Na cidade estará o trono de Deus e do Cordeiro e seus servos poderão prestar-lhe culto. 4Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. 5Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade. 6Então o anjo disse-me: “Estas palavras são dignas de fé e verdadeiras, pois o Senhor, o Deus que inspira os profetas, enviou o seu Anjo, para mostrar aos seus servos o que deve acontecer muito em breve. 7Eis que eu venho em breve. Feliz aquele que observa as palavras da profecia deste livro”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 94)

— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!

— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!

— Na verdade, o Senhor é o grande Deus, o grande rei, muito maior que os deuses todos. Tem nas mãos as profundezas dos abismos, e as alturas das montanhas lhe pertencem; o mar é dele, pois foi ele quem o fez, e a terra firme suas mãos a modelaram.

— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e o seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.

Evangelho (Lc 21,34-36)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.

36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Fiquemos atentos com os excessos e as preocupações com a vida

 “Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós” (Lucas 21,34).

Aquilo que Jesus, o Mestre, está nos ensinando hoje é uma advertência para todos nós, porque o nosso coração corre o risco de perder a sensibilidade pelo que é essencial, a sensibilidade pelo que é espiritual, perder a sensibilidade da graça.

Quando perdemos a sensibilidade, tornamo-nos perdidos no mundo, deixamo-nos levar pela insensatez do coração. Aqui há três coisas para as quais Jesus nos chama a atenção, realidades que roubam a sensatez do nosso ser, e o primeira delas é a gula.

Sabemos da importância dos alimentos, o quanto é importante comer, alimentar-se, mas também precisamos saber o quanto é importante saber jejuar, abster-se, não se deixar levar pelo excesso do comer. O excesso de comida, a gula, a preocupação só pelo que comer nos deixa pesados, não só corporal e fisicamente falando, mas a cabeça também. Não pensamos tão bem, não mantemos a vigilância necessária quando nos entregamos para o excesso no comer. Não nos deixemos levar pelas facilidades do comer, que roubam nossa sensatez interior.

Que Jesus nos livre do excesso do comer, do beber e das preocupações com a vida

O outro cuidado fundamental é com a embriaguez, e aqui sabemos todas as temeridades que a embriaguez provoca no meio de nós. Quantas pessoas estão sendo escravizadas por causa do alcoolismo, o quanto o alcoolismo exerce poder em pais de família, em jovens, homens e mulheres. Alguns acham bonito passar o dia inteiro bebendo, mas quanta coisa insensata acontece por causa do alcoolismo!

É Jesus quem está nos advertindo. Estou vendo famílias se perderem, estou vendo casamentos se perderem, estou vendo inimizades acontecendo, mas o mais duro é ver a vida humana se perder por causa da embriaguez. A pessoa perde, de fato, a sensatez, porque o álcool rouba dela até a sua capacidade de raciocínio. Não seja orgulhoso nem soberbo, porque o álcool domina o coração de muitos que se deixam escravizar por ele.

Tão perigoso quanto o excesso de comida e bebida é quem vive nas preocupações excessivas com a vida, porque é uma outra droga (desculpe-me dizer assim).

Há pessoas que vivem focadas nos seus problemas, nas coisas da vida, e não vivem com leveza, ainda que muita coisa seja pesada. Desculpe, mas desde quando preocupação traz paz ao coração? Desde quando preocupação traz solução ou luz sensata para a realidade?

A preocupação rouba a nossa fé, tira-nos da confiança em Deus e nos mantêm de uma forma tantas vezes tomados por doenças e enfermidades emocionais. Quanta ansiedade, depressão, quanta opressão espiritual e psicológica porque nos entregamos para as preocupações excessivas com a vida.

Jesus nos quer livres e libertos. Que Ele nos livre do excesso do comer, do beber e das preocupações com a vida.

Deus abençoe você!  

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios