Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Is 2,1-5)
Leitura do Livro do profeta Isaías:

1Visão de Isaías, filho de Amós, sobre Judá e Jerusalém.

2Acontecerá, nos últimos tempos, que o monte da casa do Senhor estará firmemente estabelecido no ponto mais alto das montanhas e dominará as colinas. A ele acorrerão todas as nações, 3para lá irão numerosos povos e dirão: “Vamos subir ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos”; porque de Sião provém a lei e de Jerusalém, a palavra do Senhor.

4Ele há de julgar as nações e arguir numerosos povos; estes transformarão suas espadas em arados e suas lanças em foices; não pegarão em armas uns contra os outros e não mais travarão combate. 5Vinde, todos da casa de Jacó, e deixemo-nos guiar pela luz do Senhor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 121)
— Que alegria, quando me disseram:/ “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando me disseram:/ “Vamos à casa do Senhor!”
— Que alegria, quando ouvi que me disseram:/ “Vamos à casa do Senhor!”/ E agora nossos pés já se detêm,/ Jerusalém, em tuas portas.

— Para lá sobem as tribos de Israel,/ as tribos do Senhor./ Para louvar, segundo a lei de Israel,/ o nome do Senhor./ A sede da justiça lá está/ e o trono de Davi.

— Rogai que viva em paz Jerusalém,/ e em segurança os que te amam!/ Que a paz habite dentro de teus muros,/ tranquilidade em teus palácios!

— Por amor a meus irmãos e meus amigos,/ peço: “A paz esteja em ti!”/ Pelo amor que tenho à casa do Senhor,/ eu te desejo todo bem!

Evangelho (Mt 8,5-11)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 5quando Jesus entrou em Carfanaum, um oficial romano aproximou-se dele, suplicando: 6“Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa, sofrendo terrivelmente com uma paralisia”. 7Jesus respondeu: “Vou curá-lo”. 8O oficial disse: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado. 9Pois eu também sou subordinado e tenho soldados sob minhas ordens. E digo a um: ‘Vai!, e ele vai; e a outro: ‘Vem!, e ele vem; e digo a meu escravo: ‘Faze isto!, e ele o faz”. 10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado, e disse aos que o seguiam: “Em verdade, vos digo: nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé. 11Eu vos digo: muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa no Reino dos Céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Depositemos toda a nossa fé no poder de Deus

“Em verdade, vos digo: nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé” (Mateus 8,10)

A Palavra de Deus que nos é apresentada, hoje, na Liturgia, mostra a figura do oficial romano. Jesus, entrando em Cafarnaum, é o oficial que se aproxima d’Ele e suplica, humilha-se na presença d’Ele. E talvez você pudesse pensar como nós costumamos fazer: ele fez isso por causa dele? Ele fez isso por causa de algum parente dele? Não! Ele fez isso, ele colocou-se na presença do Senhor por causa do seu empregado que estava de cama em casa. Aquele empregado estava sofrendo uma terrível paralisia, e esse oficial romano não se entregou ao orgulho.

A patente que ele tinha era grande, elevada, era importante, ele que mandava e desmandava no seu exército. Ele podia mandar para lá e para cá, mas, na paralisia daquele seu soldado, ele não podia fazer nada, e ele reconheceu que só Deus, que só Jesus podia salvar, libertar, curar, podia realmente tirar da paralisia o seu empregado. Então, primeiro é uma verdadeira fé e confiança.

A fé não é privilégio de alguns, a fé é para quem se deixa conduzir por Deus

Fé é saber que não eu, mas Deus pode; fé é humilhar-se na presença de Deus, por isso que a fé é um dom dos humildes. Os orgulhosos até creem em Deus, mas ter fé é só para quem vence a sua própria soberba. Por isso, ele deixa cair por terra a importância humana que ele tem: o oficial de patente alta. O que é isso para Deus? Nada! Ele reconhece o seu nada, e por isso ele está ali se humilhando. Tamanha é a sua fé, que ele mesmo disse: “Eu não sou digno. Para os homens, posso parecer grande, mas reconheço que não são nada. Mando um: ‘Faça isso’, mando outro: ‘Faça aquilo’, e isso não cura. Mas basta uma palavra tua, Senhor, basta o Senhor dizer uma palavra, e o meu empregado ficará curado”.

Ele acreditou na Palavra de Deus, ele acreditou que Jesus era a Palavra Viva para curar seu empregado; e quando Jesus exclama que não encontrou tamanha fé em Israel, é porque Israel é o povo eleito, o povo escolhido. Ninguém foi, como esse homem, colocar-se aos pés de Jesus. Ele não era judeu, ele não era do povo de Israel, ele era um oficial romano. É por isso que a fé não é privilégio de alguns, a fé é para quem se deixa conduzir por Deus, para quem se submete a Ele, obedece-Lhe, confia em Deus, joga-se nos braços d’Ele e acredita: “Eu não sou nada, mas Deus é tudo”.

Esse oficial acreditou e, por isso, Deus curou seu empregado e fortaleceu aquilo que de mais precioso ele tinha. Não era a sua patente, não era o seu cargo, mas a fé que ele depositou no poder de Deus.

Meus irmãos, nada é mais precioso e substancioso para a nossa relação com Deus no tempo presente da nossa vida. Movidos pela fé, que ela nos cure.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo -Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.