Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ne 8,1-4a.5-6.7b-12)

Leitura do Livro de Neemias.

Naqueles dias, 1todo o povo se reuniu como um só homem na praça que fica defronte da porta das Águas, e pediu ao escriba Esdras que trouxesse o livro da Lei de Moisés, que o Senhor havia prescrito a Israel. 2O sacerdote Esdras apresentou a Lei diante da assembleia de homens, de mulheres e de todos os que eram capazes de compreender. Era o primeiro dia do sétimo mês. 3Assim, na praça que fica defronte da porta das Águas, Esdras fez a leitura do livro, desde o amanhecer até o meio-dia, na presença dos homens, das mulheres e de todos os que eram capazes de compreender. E todo o povo escutava com atenção a leitura do livro da Lei. 4aEsdras, o escriba, estava de pé sobre um estrado de madeira, erguido para esse fim. 5Estando num lugar mais alto, ele abriu o livro à vista de todo o povo. E, quando o abriu, todo o povo ficou de pé. 6Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus, e todo o povo respondeu, levantando as mãos: “Amém! Amém!” Depois inclinaram-se e prostraram-se diante do Senhor, com o rosto em terra. 7bOs levitas explicavam a Lei ao povo, e cada um ficou em seu lugar. 8E leram clara e distintamente o livro da Lei de Deus e explicaram seu sentido, de maneira que se pudesse compreender a leitura. 9O governador Neemias e Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que instruíam o povo disseram a todos: “Este é um dia consagrado ao Senhor, vosso Deus! Não fiqueis tristes nem choreis”, pois todo o povo chorava ao ouvir as palavras da Lei. 10E Neemias disse-lhes: “Ide para vossas casas e comei carnes gordas, tomai bebidas doces e reparti com aqueles que nada prepararam, pois este dia é santo para o nosso Senhor. Não fiqueis tristes, porque a alegria do Senhor será a vossa força”. 11E os levitas acalmavam todo o povo, dizendo: “Ficai tranquilos; hoje é um dia santo. Não vos aflijais!” 12E todo o povo se retirou para comer e beber. Distribuíram também aos outros e expandiram-se em grande alegria, pois haviam entendido as palavras que lhes tinham sido explicadas.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 18)

— Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração.

— Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração.

— A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

— Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.

— É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

— Mais desejáveis do que o ouro são eles, do que o ouro refinado. Suas palavras são mais doces que o mel, que o mel que sai dos favos.

Evangelho (Lc 10,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir.

2E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos”. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 3Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 4Não leveis bolsa nem sacola nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa.

8Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’.

10Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei: 11‘Até a poeira de vossa cidade, que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo!’ 12Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Operemos o Reino de Deus em nossa vida

 “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos” (Lucas 10,2-3).

Estamos num mundo cercado de lobos, mas o problema não são os lobos, o problema é que as ovelhas, muitas vezes, são ingênuas e se dispersam; o problema é que as ovelhas não se unem para o combate aos lobos ferozes deste mundo. Por isso, o Reino de Deus precisa de operários, de trabalhadores, de homens e mulheres que coloquem a mão na massa para construir o Reino de Deus.

É impressionante como existem pessoas para disseminar o que é errado. O que há de pessoas para disseminar fofocas e mentiras; o que há de operários para operar o mal. Precisamos ser operários do Reino porque, muitas vezes, até quem se dispõe a ser operário do Reino trabalha para os dois reinos; está aqui servindo a Deus, mas também está operando para o mal, está semeando fofoca e discórdia, e o Reino de Deus não acontece, pois até nos dispomos a trabalhar para Deus, mas trabalhamos também para o mal.

Deus precisa de nós para que o Seu Reino aconteça; e o Reino de Deus acontece quando a Palavra é proclamada

Não podemos ser ovelhas travestidas de lobo nem lobos travestidos de ovelhas no meio de nós. Precisamos ser ovelhas, cordeiros do Reino de Deus; precisamos ser como o Cordeiro imolado, ser o cordeiro que se imola e se oferece, precisamos ser o cordeiro que se sacrifica para que o Reino de Deus aconteça na nossa casa, na nossa família, no nosso trabalho, aconteça e se realize no mundo onde nós estamos, no mundo onde nós vivemos. Precisamos anunciar o Reino de Deus.

Não basta pararmos, meditarmos, rezarmos, contemplarmos e dizermos: “Que lindo que Deus está aqui no meio de nós”. O mundo está sofrendo, está dilacerando discórdias, confusões, mentiras e maldades… Ele está precisando de operários para proclamar o Reino.

Encerrando o mês da Bíblia, que nunca se encerre em nosso coração o amor, a paixão e o ardor pela Palavra, porque é a Palavra de Deus que precisa ser proclamada e anunciada, é a Palavra de Deus que precisa entrar em nós e sair de nós para o mundo.

A Palavra de Deus tem que ser anunciada na nossa casa, em nossa família. A Palavra de Deus tem que ser anunciada no mundo em que estamos. É só a Palavra que converte, salva, cura e transforma. Por isso, Deus precisa de nós para que o Seu Reino aconteça; e o Reino de Deus acontece quando a Palavra de Deus é proclamada de cima, até dos telhados.

Usemos, por favor, o que nós temos, use suas redes sociais, suas tecnologias para o bem, para proclamar e anunciar Jesus; e, de uma vez por todas, esteja blindado contra o reino das trevas que, muitas vezes, essas redes trazem para o meio de nós. Blinde-se contra o reino de confusões, de discussões tolas e perdidas, porque não há mais tempo a perder. O tempo que temos é para anunciar e proclamar o Reino de Deus.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.