Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Rm 10,9-18)
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos, 9se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. 10É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação. 11Pois a Escritura diz: “Todo aquele que nele crer não ficará confundido”. 12Portanto, não importa a diferença entre judeu e grego; todos têm o mesmo Senhor, que é generoso para com todos os que o invocam. 13De fato, todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo. 14Mas como invocá-lo, sem antes crer nele? E como crer, sem antes ter ouvido falar dele? E como ouvir, sem alguém que pregue? 15E como pregar, sem ser enviado para isso?

Assim é que está escrito: “Quão belos são os pés dos que anunciam o bem”. 16Mas nem todos obedeceram à Boa Nova. Pois Isaías diz: “Senhor, quem acreditou em nossa pregação?” 17Logo, a fé vem da pregação e a pregação se faz pela palavra de Cristo. 18Então, eu pergunto: Será que eles não ouviram? Certamente que ouviram, pois “a voz deles se espalhou por toda a terra, e as suas palavras chegaram aos confins do mundo”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 18)

— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.

— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.
— Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia.

— Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz.

Evangelho (Mt 4,18-22)
— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 18quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. 19Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. 20Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. 21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Jesus os chamou. 22Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Jesus precisa de pescadores para a sua companhia de pesca

“Quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens” (Mateus 4,18-19).

Estamos celebrando Santo André, irmão de Simão Pedro. Entre os quatro primeiros discípulos de Jesus está André, aquele inclusive que viu Jesus primeiro do que Pedro Simão, seu irmão. E foi ele, inclusive, que chamou Simão para seguir Jesus. André fez a maior descoberta da sua vida, ele descobriu quem era o Messias, descobriu quem era Jesus. André era trabalhador como eu, como você, como tantos. André estava em busca das suas riquezas e dos seus bens. André era um bom pescador, ele jogava suas redes, pegava peixe, hora não pegava, mas estava lá.

Tem hora que o nosso trabalho é assim: tem hora que dá êxito, tem hora que não dá. E o que nós buscamos? É só ganhar o pão de cada dia? É apenas aumentar a nossa renda, o dinheiro que ganhamos? Quando, no fim, o pouco ou muito que ganhamos passa.

Deus nos trouxe a vida eterna em Jesus, e Ele está precisando de pescadores para sua companhia de pesca

Não podemos passar sem trabalhar, é verdade, precisamos ganhar o pão com o suor do nosso rosto. André, Simão, Tiago, João também o fazer, mas esses homens buscavam sentido para a vida, e André encontrou em Jesus o sentido para a sua vida.

Quando, na outra narrativa evangélica, ele disse a Simão  “Encontramos o Messias” (João 1,41), ele disse: “Encontrei o Salvador, encontrei o homem que vai dar o sentido e a direção para tudo que faço”. Ele era pescador, e Jesus olhou nos seus olhos e disse: “Vinde até mim e eu te farei de vós pescadores de homens”, não é menos importante pescar peixes, porque o trabalho de cada, o ofício de cada um é para o sustento para essa vida presente, mas nós precisamos trabalhar para conquistar a vida eterna, precisamos trabalhar para conquistar as pessoas para a eternidade, é por isso que, além do ofício que cada um realiza no seu campo de trabalho, na sua missão que lhe é específica , Jesus tem um chamado como fez a André: “Vinde até mim e te farei pescador de homens”.

Tem pessoas que, no seu trabalho, conquistam pessoas para os seus produtos, para os seus negócios. Todo trabalho é uma conquista. Você precisa de clientes, você precisa atingir as suas metas… Todo trabalho exige dedicação. Não deixe de trabalhar e de cumprir sua missão e suas obrigações, mas não se esqueça que há uma missão mais nobre precisando de você: conquistar os homens para Deus e conquistar a vida eterna para os homens.

Deus nos trouxe a vida eterna em Jesus, e Ele está precisando de pescadores para sua companhia de pesca, para que levemos homens e mulheres a amar o Evangelho, porque é Ele que nos dá uma vida eterna.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.