Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Sf 3,14-18)

Leitura da Profecia de Sofonias.

14Canta de alegria, cidade de Sião; rejubila, povo de Israel! Alegra-te e exulta de todo o coração, cidade de Jerusalém! 15O Senhor revogou a sentença contra ti, afastou teus inimigos; o rei de Israel é o Senhor, ele está no meio de ti, nunca mais temerás o mal. 16Naquele dia, se dirá a Jerusalém: “Não temas, Sião, não te deixes levar pelo desânimo! 17O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, o valente guerreiro que te salva; ele exultará de alegria por ti, movido pelo amor; exultará por ti, entre louvores, 18como nos dias de festa. Afastarei de ti a desgraça, para que nunca mais te cause humilhação”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Responsório (Is 12,2-6)

— O Santo de Israel é grande entre vós.

— O Santo de Israel é grande entre vós.

— Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo; o Senhor é minha força, meu louvor e salvação. Com alegria bebereis do manancial da salvação.

— E direis naquele dia: “Dai louvores ao Senhor, invocai seu Santo nome, anunciai suas maravilhas, entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime.

— Louvai cantando ao nosso Deus, que fez prodígios e portentos, publicai em toda a terra suas grandes maravilhas! Exultai cantando alegres, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!”

Evangelho (Lc 1,39-56)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

39Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

42Com um grande grito exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre!” 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

46Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.

51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. 56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Seja a presença de Deus na vida do próximo

Que na organização de sua agenda, em seus compromissos, haja um tempo para visitar as pessoas e ser presença de Deus na vida delas

“Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?” (Lucas 1, 43).

Na alegria de celebrarmos, hoje, a Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel, queremos refletir sobre a importância das visitas em nossa vida.

A visita é muito mais do que uma atitude de cortesia. Quando queremos ser corteses, gentis com alguma pessoa, vamos visitá-la. A visita é algo muito mais profundo, é um ato de caridade, de amor, gratidão, reconhecimento e valorização da pessoa. Não podemos reduzir os sentidos sagrados que uma visita tem.

Visitar alguém quer dizer ir ao encontro das necessidades e das realidades, acolher aquela pessoa do jeito que ela está. No mundo em que vivemos, as pessoas vivem trancadas, demasiadamente ocupadas com tarefas e obrigações. Muitos dizem: “Comadre, quando vai me visitar?”. E recebe como resposta: “Nossa, eu tenho tanta coisa para fazer! Mas pode deixar, eu vou arrumar um tempo!”. A vida passa, o tempo passa, amizades se desfazem, laços se rompem, porque não temos tempo.

Do outro lado, existem os exageros daquelas pessoas que não saem da casa do outro, vão criando muita intimidade e situações que acabam estragando boas amizades. Não caia também nesse outro extremo, não precisamos ir à casa de uma pessoa todos os dias. É diferente de quando uma pessoa está doente e precisamos nos fazer presente na vida dela. A visita é algo muito mais sublime que isso!

A visita é algo que tem uma liturgia bonita e um ritual muito sagrado. É claro que devemos ser espontâneos ao fazer isso, não precisamos nos rechear de coisas, porém não deixemos que a graça sublime de visitar as pessoas saia do nosso coração, pois é uma manifestação de amor muito sagrada!

Maria, hoje, para nós é um exemplo! Ela não se fechou em si quando foi visitada pelo Anjo. Ela poderia e deveria estar muito ocupada, mas saiu de si, não se fechou nem mesmo na graça recebida. Por isso foi levar a graça adiante, subiu aquela região montanhosa da Judeia e não mediu esforços para ir ao encontro de sua prima Isabel.

Não meça esforços para ir ao encontro do próximo. Mas quem é ele? Não é aquele que aparece somente precisando de alguma coisa, mas sim aquele que colocamos em nossa frente e em nossa vida.

Faço a você uma provocação séria e sincera: visite alguém que precise muito de você, alguém que esteja doente ou, mais do que isso, pessoas que estão isoladas. Uma visita fraterna faria toda a diferença! Não faça isso uma vez somente, mas que seja prática na sua vida. Que na organização de sua agenda, em seus compromissos, haja um tempo para visitar as pessoas e ser presença de Deus na vida delas.

Apenas uma observação: que sua visita não seja para promover fofocas, futricas nem para curiar a vida dos outros. Mas que seja um ato sagrado de ser a presença de Deus na vida deles.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios