Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Bíblia Sagrada - Liturgia do dia 30/09/2016

Primeira Leitura (Jó 38,1.12-21; 40,3-5)

Leitura do Livro de Jó.

1O Senhor respondeu a Jó, do meio da tempestade, e disse: 12 “Alguma vez na vida deste ordens à manhã, ou indicaste à aurora o seu lugar, 13 para que ela apanhe a terra pelos quatro cantos, e sejam delas sacudidos os malfeitores? 14 A terra torna a argila compacta, e tudo se apresenta em trajes de gala, 15 mas recusa-se a luz dos malfeitores e quebra-se o braço rebelde. 16Chegaste perto das nascentes do Mar, ou pousaste no fundo do Oceano? 17 Foram-te franqueadas as portas da Morte, ou viste os portais das Sombras? 18 Examinaste a extensão da Terra? Conta-me, se sabes tudo isso! 19 Qual é o caminho para a morada da luz, e onde fica o lugar das trevas? 20 Poderia alcançá-las em seu domínio e reconhecer o acesso à sua morada? 21 Deverias sabê-lo, pois já tinhas nascido e grande é o número dos teus anos!” 40,3 Jó respondeu ao Senhor, dizendo: 4“Fui precipitado. Que te posso responder? Porei minha mão sobre a boca. 5 Falei uma vez, não replicarei; uma segunda vez, mas não falarei mais”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 138)

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

— Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? E para onde fugirei de vossa face? Se eu subir até os céus, ali estais; se eu descer até o abismo, estais presente.

— Se a aurora me emprestar as suas asas, para eu voar e habitar no fim dos mares; mesmo lá vai me guiar a vossa mão e segurar-me com firmeza a vossa destra.

— Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! Que prodígio e maravilha as vossas obras!

Evangelho (Lc 10,13-16)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque se em Tiro e Sidônia tivessem sido realizados os milagres que foram feitos no vosso meio, há muito tempo teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e sentando-se sobre cinzas. 14Pois bem: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia terão uma sentença menos dura do que vós. 15Ai de ti, Carfanaum! Serás elevada até o céu? Não, tu serás atirada no inferno. 16Quem vos escuta a mim escuta; e quem vos rejeita a mim despreza; mas quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

A penitência transforma nosso coração

A penitência é o modo de sacrificarmos nosso coração com atitudes, para que encontremos a luz de Deus e nossa vida mude de rumo

“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque se em Tiro e Sidônia tivessem sido realizados os milagres que foram feitos no vosso meio, há muito tempo teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e sentando-se sobre cinzas”(Lucas 10, 13).

Jesus está chamando a atenção dessas cidades que não ouviram nem deram atenção a Sua Palavra, não se aplicaram em viver a conversão, a mudança de vida, sobretudo, a penitência do coração.

Quando digo que essas cidades não ouviram, quero dizer que há uma grande diferença entre escutar uma coisa, assimilar e aderir aquilo que, de fato, você está ouvindo. Quantas coisas já escutamos por um ouvido e saiu pelo outro! Ou quantas coisas nem passaram por nossos ouvidos!

Estamos, muitas vezes, ouvindo a Palavra de Deus, mas simplesmente fazemos corpo mole, comportamo-nos com indiferença e até concordamos: “Nossa, que bom! É Deus falando a mim, ao meu coração!”. Mas não damos a devida importância a essa Palavra ou permitimos que ela  venha, de fato, transformar, converter e mudar o nosso coração.

Ai de nós, que temos a graça e a oportunidade de ouvirmos Deus falar tanto ao nosso coração! Ai de nós, que nos enchemos tanto de conhecimento, enchemo-nos tanto disso e daquilo de Deus, mas o coração fica indiferente e não se importa de deixar que Ele nos converta!

Toda conversão passa pelo caminho da penitência, algo importantíssimo em nossa vida. E o que é penitenciar-se? É deixar de fazer aquilo que não nos faz bem para procurarmos o caminho que será o melhor para nós. Não quer dizer que ‘penitência’ é só deixar de fazer coisa errada, mas é o modo de encontrarmos o caminho para direcionarmos nossa vida. A penitência é o modo de sacrificarmos nosso coração com atos, atitudes, para que encontremos a luz de Deus, para que a nossa vida mude de rumo.

Há penitências de palavras, há penitências no coração, penitências físicas e corporais. Enfim, precisamos, muitas vezes ou todos os dias, encontrarmos um meio de penitenciarmos a nossa vida. Primeiro, pelos nossos pecados. Segundo, pelos pecados da humanidade, sobretudo, para que a cada dia nossa conversão seja verdadeira, autêntica, e não sejamos simplesmente ouvintes da Palavra de Deus. Temos de ser, de fato, aqueles que escutam a Palavra do Senhor e se deixam por ela convencer e converter!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios