Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Celebrar a fé em Nossa Senhora Aparecida é o mesmo que celebrar a liberdade. É o que afirma o arcebispo de Londrina, Dom Geremias Steinmetz, que presidiu a missa das 15h, dentro da programação da 24ª Festa da Padroeira no Santuário de Nossa Senhora Aparecida do Norte do Paraná, na Vila Nova em Londrina. Ao todo, oito missas, nove bebês batizados, bênção das crianças e coroação da imagem da padroeira completam o dia repleto de atividades.

“Deus nos quer livres, sobretudo, dispostos a vivermos a fidelidade por opção, porque livres temos a possibilidade de optar por Deus. Também hoje a Igreja continua tendo a missão de combater práticas que nos escravizam e que não nos libertam verdadeiramente”, ressalta o arcebispo. De acordo com ele, vivemos como escravos quando estamos presos a situações como o desemprego, a crescente fome, a falta de segurança social.

Para ele, a figura de Nossa Senhora Aparecida é quem traz essa mensagem de igualdade e paz. “Como quando ela apareceu aos pescadores. Dali das águas do Rio Paraíba do Sul ela foi tirada para dar um grito a um país que ainda vivia no tempo da escravidão”, ressalta Dom Geremias. Segundo ele, Nossa Senhora continua sendo um luzeiro no mundo de hoje. “É possível romper os muros, os abismos e as distâncias que nós mesmos criamos.”

Fábio Luporini/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.