Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Filhos e filhas,

O que é a vida sem o amor de Deus? Nada! Porque o amor do Senhor nos faz ter esperança.

Quando São João diz que “Deus é amor” (cf. 1Jo 4,8), ele se refere à maior manifestação de amor ao Pai. A palavra “amor” está mais do que desgastada, mas não podemos perder sua referência, pois o amor de Deus por nós é eterno!

Jesus nos ama escancaradamente e somos chamados a viver essa experiência. O amor exercitado em nós deve ser tal como o de Deus.

O que é amar para Jesus Cristo? É amar sem limites. Para Ele, importa mais a vida dos outros do que a Sua própria vida. Para Ele, amar é entender que amor é sacrifício, é gratuito e incondicional.

Ninguém busca o sofrimento, mas a dimensão do sacrifício é necessária para o amor! Jesus não buscou o sofrimento e nenhum de nós deve buscá-lo! Deus se manifesta quando nos alegramos, quando dizemos: “Vale a pena viver!”. Você se sente uma pessoa amada por Deus?

João, diz o texto, era um discípulo amado que também amou. Ele esteve no Calvário com Maria, esteve com Jesus.

O amor começa na criação, somos frutos dele. Deus não nos ama por aquilo que fazemos. Deus não nos ama visando se merecemos ou não o Seu amor. Qual é a dificuldade que temos para sentir o amor? Por que um cristão católico abandona a religião? Porque não consegue perceber que é amado por Deus!

Você acha que Deus quer que alguém tenha câncer? Que alguém morra? Deus não quer que uma pessoa nasça com paralisia, não quer que muitos de nós estejamos desempregados. No coração do Pai, todos nós somos amados, somos empregados ou não temos nenhuma deficiência.

E assim como Deus nos ama, Ele pede que nós amemos o próximo. O amor ao próximo é um reflexo do amor que temos por Deus. Quem ama até sente mágoa, mas não as guarda para si. Quem ama sente raiva, mas não age por meio dela.

Nós começamos a ser cristãos quando percebemos que Deus nos ama com amor eterno. O amor de Deus é tão grande porque Ele é capaz de abraçar o pecador com o pecado, de lavá-lo, purificá-lo e ainda convidá-lo a sentar-se à mesa com Ele.

Não esperem o milagre para ter fé. Deus nos amou primeiro e nos ama sem merecermos, mesmo sendo pecadores. Não há amor autêntico a Deus e ao próximo sem sacrifício!

Não precisamos ser reféns dos nossos sentimentos, porque a vontade e o amor de Deus nos salvam. Quando amamos alguém, não o amamos pelo que ele é, mas pela autenticidade do Senhor.

Deus abençoe,

Padre Reginaldo Manzotti

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.