Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Filhos e filhas,

A Igreja nasceu e se sustenta sob a força do Espírito Santo. Contemplo o Cristo que volta para o Pai, Glorioso, como diz o Salmo: “Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta. Está sentado no seu trono glorioso” (Sl 42,6.9).

Penso como Deus confia na humanidade e penso que é só pelo Espírito Santo, não tem outra razão, outra explicação. Vejamos: Deus se encarnou e os homens O colocaram numa estrebaria. Ele andou entre nós fazendo o bem por trinta anos de forma mais reservada, três anos explicitamente e o ser humano O fez parar numa cruz. Sozinho, na fidelidade plena, no amor e na obediência ao Pai foi morto, mas ressuscitou pela graça de Deus, na sua força intrínseca. Ele venceu o pecado, sem nenhum auxílio humano.

Verdadeiramente morto pelas mãos humanas, verdadeiramente vivo pela força de Deus, a vitória é Dele. Lucas nos fala que depois de sua Paixão, Ele se mostrou vivo, ressurreto e, durante quarenta dias, apareceu falando do Reino de Deus. E o mais impressionante é que precisou dar provas da Sua ressurreição (cf. At 1,3).

Jesus não precisava mostrar que Ele era Glorioso. Apareceu para dar provas de que estava vivo, mostrou as mãos, os pés e deixou-se apalpar para que vissem que tinha carne e ossos, além de comer com os Apóstolos para mostrar que não era um espírito (cf. Lc 24,35,42).

Impressionante que a Igreja começa a contar isso logo no início, nos quarenta dias. E o Espírito Santo é o único recurso para que nós, como cristãos, como Igreja, possamos ser depósitos dessa vitória. Os Atos dos Apóstolos diz que, depois de aparecer durante quarenta dias, se deparam com o Cristo subindo aos céus. A impressão que eu tenho é que os Apóstolos ainda ficaram lá embaixo pedindo: “Senhor não vá! Fica, que a gente não sabe o que fazer”.

Aquilo que os anjos disseram foi mais ou menos por causa disso: “Homens da Galileia, por que ficais aqui, parados, olhando para o céu? Esse Jesus que vos foi levado para o céu, virá do mesmo modo como o vistes partir para o céu” (At 1,10). Esta afirmação confirma: chegou o tempo da missão, nada de ficar olhando o infinito, de braços cruzados. A missão de Jesus continua através da ação dos discípulos.

A missão está em mim e em você. O Senhor perscruta os corações. Ele sabia o que tinha no coração de Pedro, de Judas e de todos que gritavam: “Crucifica-o”. Mas o Senhor confiou. O capitulo 1, versículos de 1 a 11, dos Atos dos Apóstolos é um ato de fé que o Senhor tem nos homens.

Por isso, o derramamento do Espírito fortalece o que é fraco, dá vigor ao abatido, dá ânimo ao desanimado, porque o Senhor olha e diz, vocês são meus. Já conquistei, já fui vitorioso, vivam da Minha vitória.

Vinde Espírito Santo!

Deus abençoe,

Padre Reginaldo Manzotti

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.