Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Foi lançada ontem (15) uma mobilização que pede ao Ministério da Saúde mais vacinas contra a Covid-19 para o Paraná. O abaixo-assinado #VacinaParaná já tem mais de mil assinaturas e está disponível na plataforma virtual chance.org.

 “Precisamos de mais vacinas e de forma urgente. Queremos que o Paraná seja priorizado, tendo em vista a gravíssima situação que estamos enfrentando. O povo paranaense clama por mais vacinas”, afirma o deputado estadual Michele Caputo (PSDB), idealizador a petição on-line.

No manifesto da campanha, Caputo afirma que o estado atravessa o pior momento da pandemia. “Batendo recorde de casos e mortes pelo coronavírus, o sistema de saúde paranaense está à beira do colapso. Temos uma das maiores taxas de transmissão do país”, diz o texto.

Ao completar um ano do primeiro caso da doença no Paraná, a fila de espera por um leito de UTI ou enfermaria chega a mais de mil pessoas.

O Paraná também foi preterido na distribuição de vacinas, por parte do Governo Federal. Muito embora o Ministério da Saúde tenha prometido uma divisão equitativa das doses disponíveis entre as unidades da federação, isso não tem sido observado.

Nas primeiras remessas, o Paraná recebeu muito menos doses que estados com população e perfil epidemiológico similar, como é o caso do Rio Grande do Sul, que tem recebido quase 20% a mais em doses.

“Com isso, a vacinação caminha a passos lentos. Mesmo com a agilidade que vem sendo imprimida pelas equipes municipais de saúde, faltam vacinas para avançar em novos grupos prioritários", disse o Coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus, da Assembleia Legislativa do Paraná.

Diante desse quadro, Michele Caputo reforça o pedido de envio de mais vacinas ao Paraná, sobretudo para sanar possíveis distorções quantitativas e atender a demanda urgente que se apresenta com o agravamento do quadro epidemiológico no Estado.

"Respeitamos o Programa Nacional de Imunização e acreditamos no SUS (Sistema Único de Saúde). Contudo, é necessário que o Governo Federal compre mais vacinas e as disponibilize aos estados e municípios o mais rápido possível".

Caso não seja possível o envio rápido dos imunizantes, o Governo deve liberar a aquisição pelos governos estaduais. "O Paraná tem R$ 200 milhões reservados para compra de doses. O povo paranaense pede socorro. A sociedade paranaense clama por mais vacinas.", completa Michele Caputo.

Para assinar o abaixo-assinado basta acessar o link: http://chng.it/FrjsGSBzZx.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios