Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estudantes das sete universidades estaduais atuam nos serviços de saúde, hospitais universitários e nas divisas do Estado. Instituições também produzem produtos e equipamentos para prevenção.

O trabalho desenvolvido nas sete universidades estaduais faz a diferença no enfrentamento ao coronavírus em diversas regiões do Paraná. Equipes de estudantes têm atuado nos serviços de saúde, principalmente em hospitais universitários, nas divisas do Estado e em pontos de grande circulação dos municípios orientando cidadãos em trânsito.

As instituições também atuam na produção de álcool 70%, máscaras e outros equipamentos de proteção, além do disque coronavírus. Grande parte das atividades é coordenada pelas Pró-Reitorias de Extensão e Cultura, que promovem ações envolvendo estudantes com prestação de serviço à população e aos profissionais de saúde.

A pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Débora de Mello Gonçales Sant'Ana, explica que as equipes estão trabalhando em várias frentes. “Criamos sites para orientação de profissionais de saúde e da população em geral. Temos uma rede de profissionais trabalhando, diariamente, no entendimento das evidências do coronavírus, escrevendo textos a partir das principais dúvidas”, conta Débora.

“Na linha de frente temos equipes no hospital universitário, prestação de serviço na farmácia de manipulação, inclusive com a produção de álcool 70%”, informa.

Três Eixos

A extensão universitária é um dos três eixos do ensino superior, ao lado do ensino e da pesquisa. Muitos dos programas e projetos de extensão são financiados pelo Governo do Estado, seja em recursos do próprio orçamento ou por meio de Chamadas Públicas da Fundação Araucária e da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Entre as ações extensionistas da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) está o trabalho realizado pelo Laboratório de Análises Clínicas da Farmácia Escola com a realização de exames de detecção do Coronavírus. “Neste primeiro momento, a Unicentro tem capacidade para realizar cem testes diários, contribuindo com o Estado nessa grande missão de detecção de pacientes”, diz a pró-reitora de Extensão e Cultura, Lucélia de Souza.

Além da Unicentro, também realizam testes as universidades de Londrina (UEL), Maringá, Ponta Grossa (UEPG), Centro-Oeste e do Oeste do Paraná (Unioeste). Juntas,  terão capacidade de avaliar até 700 amostras para identificação do coronavírus por dia.

Outra ação importante da Unicentro, destaca Lucelia, é o atendimento psicológico online para profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao Coronavírus. “Idosas do programa Universidade Aberta à Terceira Idade estão muito empenhadas na confecção de máscaras e em, Prudentópolis, estudantes também estão se dedicando à confecção de máscaras para internos do Lar dos Idosos São Vicente de Paula”, conta Lucélia de Souza.

Ações Voluntarias

Na Unioeste, além da fabricação de álcool em gel e máscaras shield, muitas ações estão sendo desenvolvidas voluntariamente. “Temos arrecadado recursos para cestas básicas, compra de equipamentos para hospitais, cursos online gratuitos para a comunidade, aulas de educação física online”, narra a pró-reitora de Extensão, Fabiana Regina Veloso.

“Diante dessa crise, estamos mostrando que a universidade é muito mais que sala de aula. É o vetor de desenvolvimento de muitas frentes importantes para amparar a sociedade. A extensão tem dado visibilidade a muitas contribuições sociais”, afirma.

Fomento

No desenvolvimento dos projetos de extensão, além de as atividades contribuírem para a formação, os estudantes recebem bolsas. Por meio da Chamada Pública para o enfrentamento ao coronavírus, lançada pela Fundação Araucária (FA) e Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Governo do Estado investiu R$ 8 milhões.

“Este programa de extensão se tornou possível, atendendo a uma orientação do governador Ratinho Junior, em razão de termos uma Rede Estadual de Educação Superior muito forte e muito bem distribuída em todas as regiões do Estado”, diz o superintendente Aldo Nelson Bona.

“Tudo isso contribuiu para que, em tempo recorde, conseguíssemos desenvolver este programa que amplia a capacidade de atuação das 22 regionais de saúde do Estado. Além de pessoas atuando nos laboratórios do Estado nos exames de diagnóstico e no sistema prisional”, detalha Bona.

Importância

A pró-reitora de Extensão, Cultura e Sociedade da UEL, Mara Solange Dellaroza, destacou a importância do apoio do Governo do Estado para o desenvolvimento das atividades em todas as universidades estaduais.

 “Na UEL, com apoio da Fundação Araucária e Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, foi possível contratar bolsistas para criar o disque coronavírus para Londrina e região”, Mara Solange.

Outra ação do Projeto UEL pela Vida contra o Coronavírus são equipes nas divisas rodoviárias do Paraná e na rodoviária de Londrina orientando as pessoas em trânsito. “Também a colocação de profissionais de saúde, bolsistas selecionados pelo edital da Fundação Araucária, em serviços vinculados à 17ª Regional de Saúde.”

O presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig, ressaltou a participação de projetos de todo o Sistema Estadual de Ensino Superior no edital.

O investimento deste edital terá um retorno imediato nas ações de prevenção e combate ao coronavírus. Tivemos um grande número de projetos inscritos e estamos felizes com este importante envolvimento de toda a comunidade acadêmica.”

Papel Social

As equipes da Universidade Estadual Norte do Paraná (UENP) atuam com ênfase no combate à pandemia. “O combate à Covid-19 se faz com ciência, tecnologia e, sobretudo, com ações extensionistas que alcançam aqueles que mais necessitam do nosso amparo neste momento, a comunidade externa”, diz a pró-reitora de Extensão e Cultura Simone Cristina Castanho Sabaini de Melo. “As universidades, mais uma vez, cumprem com tamanho protagonismo o seu papel social. Elas também estão na linha frente”, afirma a pró-reitora.

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar), com sete campus distribuídos em várias regiões do Estado, além da produção de álcool em gel e máscaras, tem buscado realizar ações que possam chegar às pessoas em isolamento social.

“Em grande parte das ações temos apoio da Fundação Araucária. Desde palestras para servidores e estudantes a ações literárias” comenta o pró-reitor de Extensão Eloi Vieira Magalhães.

Em outra ação, a Unespar realiza campanhas de arrecadação de mantimentos e outros itens de necessidade básica. “Um grupo de trabalho foi criado para organizar ações voltadas para micro e pequenas empresas e à população em geral, com orientações econômicas e contábeis diante o contexto da pandemia”, contaMagalhães.

Hospitais

O apoio aos hospitais tem sido um destaque em todas as regiões alcançadas pelas universidades estaduais. O programa de extensão UEPG Abraça é um dos exemplos.

“O programa é para atendimento de servidores e funcionários do Hospital Universitário da UEPG, do Hospital Santa Casa de Ponta Grossa e da Prefeitura de Ponta Grossa por psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, por meio de telefone”, conta a pró-reitora de Extensão e Assuntos Culturais da instituição, Cloris Regina Blanski.

Ela destaca, também, a produção de equipamentos de proteção individual e álcool em gel para profissionais de saúde, agentes de segurança, do Instituto Médico Legal.

Vulneráveis

As universidades também desenvolvem trabalhos voltados à população vulnerável por meio do Numepar (Núcleo Maria da Penha) e Núcleo de Estudos e Defesa de Direitos da Infância e da Juventude.

Portal de Evidências Científicas da UEM -  http://www.cpr.uem.br/index.php/covid-19-evidencias
Disque coronavírus:
UEL - 0800-400-1234
UENP - 0800-645-1525
UEPG - 0800-200-4300
Unicentro - 0800-642-0019

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.