Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No mês do aleitamento materno, profissionais de saúde do Paraná promovem ações diferenciadas para destacar a importância da amamentação. Encontros com mães, palestras internas para enfermeiros e mamaços foram algumas das atividades em agosto.

A enfermeira da Secretaria da Saúde, Cibele Domingues de Prado da Luz, explica que a mãe que amamenta possui menor sangramento pós-parto e, consequentemente, menor incidência de anemia. Além disso, a recuperação do peso anterior à gestação é mais rápida e a incidência de câncer no ovário é menor. Estima-se também que o risco de câncer de mama diminui 4,3% para a mãe que amamenta.

Já o bebê que é amamentado fica protegido contra diarreia, infecções respiratórias, alergias, hipertensão e obesidade, além de haver uma promoção do crescimento. O risco de uma criança que é amamentada apresentar diabetes tipo II, por exemplo, é 37% menor do que em outras crianças.

Ações

Na 2ª Regional de Saúde, o município de Fazenda Rio Grande dedicou toda a semana de 15 a 19 de agosto a atividades voltadas para servidores, mães e seus bebês. A semana comemorativa do aleitamento materno contou com palestras internas para os profissionais de saúde, mamaços e encerramento com a presença do secretário municipal de saúde.

Em Curitiba, houve distribuição de folders com o tema ‘Amamentação faz bem para o seu filho, para você e o planeta’, pôsteres sobre estratégia do aleitamento e abordagens do tema nas ruas, como por exemplo, os efeitos dos diferentes modos e tempos de estocagem, sobre a acidez e o valor calórico do leite.

No município de Itaperuçu, também na 2ª RS, aconteceu um encontro na Academia da Saúde com pacientes gestantes da Unidade de Atenção Primária e Unidade Básica de Saúde Central. Uma palestra sobre pré-natal, vacinas e exames de rotina orientou profissionais sobre como proceder com as mães no período da gestação. A nutricionista Carolina Speltz conversou com as participantes sobre o aleitamento materno.

Interior

Em Arapongas (16 ª Regional de Saúde), 50 mães se reuniram na Praça Matriz de Arapongas para participar de um mamaço. Em Apucarana houve uma ação interna para os profissionais de saúde do Hospital Materno Infantil. O principal objetivo foi orientar os servidores sobre a mamada na primeira hora.

Segundo a especialista em aleitamento materno do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, Cristiane Móvio Pereira, a criança que é amamentada na primeira hora de vida pega melhor a mamada. “Isso ajuda no desenvolvimento do bebê e aumenta o vínculo entre mãe e filho. O leite materno é a primeira vacina da criança”, acrescenta Cristiane.

A Secretaria Municipal de Virmond (5ª RS) organizou uma reunião do grupo de apoio e educação em saúde para as gestantes. A enfermeira Ananda Babinski destaca que “o período da gestação é o melhor momento para a que promoção à saúde e a prevenção da doença ocorram, pois as gestantes estão motivadas para obter informações e colocar em prática cuidados com a saúde”. As gestantes também receberam lembrancinhas e presentes e foram sorteados itens que compõem o enxoval do bebê.

Na 5ª Regional, no município de Laranjeiras do Sul, ocorreram encontros nos dias 03 e 05 de agosto. O público participou de rodas de conversa sobre a composição do leite materno, posições para amamentar e intercorrências do início da amamentação.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios