Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

18 novos exames, terapias e medicamentos passam a integrar o rol de procedimentos básicos

Pacientes que contratam planos de saúde serão beneficiados com a ampliação da cobertura mínima oferecida pelas operadoras. A resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) começou a valer no último dia 03 e inclui 18 novos procedimentos.

Agora, além de mais exames, terapias, oito remédios orais para o tratamento de cânceres de pulmão, próstata, endócrinos, mielofibrose e leucemia, pela primeira vez, os planos terão de custear um medicamento para tratar esclerose múltipla.

A lista de procedimentos obrigatórios é atualizada a cada dois anos. A ideia é garantir a assistência de saúde para diagnóstico e tratamento de doenças. A seleção leva em conta uma série de critérios científicos para doenças mais recorrentes na população.

A medida abrange os contratos firmados depois de 1998, com a edição da Lei nº 9.656. Se as operadoras não prestarem o serviço, os pacientes devem registrar a reclamação na ANS.

Acesse a lista completa de incorporações do Rol.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Agência Brasil e Agência Nacional de Saúde Suplementar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios