Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Medida foi anunciada em novembro, e ANS tranquiliza beneficiários ao explicar que contratos já feitos não serão prejudicados

Passou a valer na sexta-feira (8) a medida de suspensão de 31 planos de saúde, de 10 operadoras, anunciada em novembro pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A decisão levou em conta reclamações recebidas no 3º trimestre de 2017, como negativas de coberturas e demora no atendimento.

A ANS destaca que os 167,7 mil beneficiários dos planos suspensos neste ciclo estão protegidos com a medida e continuam a ter assistência regular. As operadoras ficam impedidas por pelo menos 3 meses de iniciarem contratos com novos beneficiários, enquanto não asseguram condições de seguir com excelência no atendimento.

O trabalho de suspensão é parte do acompanhamento periódico realizado pela reguladora por meio do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento.

Clique aqui para ter acesso à lista de planos que tiveram a comercialização suspensa.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da ANS

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios