Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Aparelho vai melhorar a assistência aos pacientes com coronavírus, já que pode evitar o processo de intubação e ventilação mecânica

O São Francisco Instituto Vida, de Cambé, recebeu a doação de um cateter nasal de alto fluxo, equipamento alternativo de suporte respiratório que substitui a ventilação não invasiva e pode ser usado em pacientes com a função respiratória comprometida, como é o caso daqueles diagnosticados com a Covid-19.

A oxigenoterapia de alto fluxo fornece ao paciente ar aquecido, umidificado e enriquecido com oxigênio. Segundo o diretor clínico do hospital, Bruno Rodrigues Casimiro, o uso do cateter vai melhorar a assistência aos pacientes com coronavírus já que, muitas vezes, pode evitar o processo de intubação e ventilação mecânica.

 “O equipamento é mais confortável para o paciente e oferece um volume de oxigênio em taxas de fluxo mais elevadas”, afirma Casimiro. Além de melhorar a oxigenação, frequência respiratória e dispneia, o aparelho contribui para uma recuperação mais rápida após a extubação, o que favorece um tempo de permanência mais curto em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O cateter nasal de alto fluxo é mais econômico, pois não demanda necessariamente o uso de ventilador e pode ser usado em diversas áreas do hospital.

Amanda de Santa/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.