Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Aparelho vai melhorar a assistência aos pacientes com coronavírus, já que pode evitar o processo de intubação e ventilação mecânica

O São Francisco Instituto Vida, de Cambé, recebeu a doação de um cateter nasal de alto fluxo, equipamento alternativo de suporte respiratório que substitui a ventilação não invasiva e pode ser usado em pacientes com a função respiratória comprometida, como é o caso daqueles diagnosticados com a Covid-19.

A oxigenoterapia de alto fluxo fornece ao paciente ar aquecido, umidificado e enriquecido com oxigênio. Segundo o diretor clínico do hospital, Bruno Rodrigues Casimiro, o uso do cateter vai melhorar a assistência aos pacientes com coronavírus já que, muitas vezes, pode evitar o processo de intubação e ventilação mecânica.

 “O equipamento é mais confortável para o paciente e oferece um volume de oxigênio em taxas de fluxo mais elevadas”, afirma Casimiro. Além de melhorar a oxigenação, frequência respiratória e dispneia, o aparelho contribui para uma recuperação mais rápida após a extubação, o que favorece um tempo de permanência mais curto em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O cateter nasal de alto fluxo é mais econômico, pois não demanda necessariamente o uso de ventilador e pode ser usado em diversas áreas do hospital.

Amanda de Santa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios