Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Abertura será na antiga Clínica Odontológica da UEL, espaço que abrigará uma nova unidade de coleta de sangue do Hemocentro Regional de Londrina

Na próxima segunda-feira (3), às 9 horas, será realizada na antiga Clínica Odontológica da Universidade Estadual de Londrina (COU-UEL), na Rua Pernambuco, 540, a abertura do Junho Vermelho e da 5ª Quinzena Municipal de Conscientização à Doação de Sangue. Os dois eventos foram instituídos por meio das leis municipais nº 12.587/2017 e nº 12.037/2014, de autoria, respectivamente, dos vereadores Junior Santos Rosa (PSD) e Tio Douglas (PTB), e são realizados pelo Hemocentro Regional de Londrina com apoio da Câmara Municipal, da Prefeitura e de entidades públicas e privadas. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da doação regular de sangue, especialmente com a chegada do inverno e das férias, quando o número de doações diminui significativamente.

O coordenador do Hemocentro, Fausto Trigo, explica que o lançamento dos dois eventos ocorrerá na antiga COU porque o espaço foi cedido ao Hemocentro e será reformado para abrigar uma unidade de coleta de sangue. “A principal dificuldade que temos hoje para ampliar a coleta é a distância do Hemocentro da população, por isso é importante termos uma unidade na região central”, afirma. Em abril, os 19 vereadores de Londrina entregaram ao governador Ratinho Junior (PSD) uma carta de reivindicações para investimentos na cidade. Entre elas está a reforma predial da antiga COU e a aquisição de equipamentos para a instalação de um novo espaço para o Hemocentro. Segundo Trigo, um projeto de adequação do prédio foi elaborado por engenheiros do HU, aprovado pela Vigilância Sanitária Municipal e será entregue à Secretaria Estadual de Saúde. A estimativa é que as obras custem cerca de R$ 350 mil.

Rede de atendimento

O Hemocentro Regional de Londrina integra a hemorrede pública do Paraná (Rede Hemepar) e distribui sangue para 22 hospitais públicos e filantrópicos que compõem a 17ª Regional de Saúde. Em Londrina, são cinco instituições atendidas: Hospital Universitário (HU), Hospital do Câncer, Maternidade Municipal Lucilla Ballalai, Hospital da Zona Norte e Hospital da Zona Sul. “Ainda temos dois hospitais com leitos do SUS não providos pelo Hemocentro: o Hospital Evangélico e a Santa Casa. A ampliação das coletas é fundamental para que esses dois centros possam ser atendidos”, explica. Segundo ele, as campanhas de conscientização realizadas há cinco anos com o apoio da Câmara contribuíram para aumentar a média mensal de bolsas coletadas, que passou de 850 para 1,3 mil.

Segundo o vereador Tio Douglas, a Câmara participou de um trabalho de conscientização sobre a importância da doação de sangue também nos municípios do entorno de Londrina, o que fez com que a unidade regional do Hemocentro recebesse grupos de doadores de outras cidades. “Em 2017 começamos a visitar as Câmaras de municípios do Norte do Paraná para apresentar o nosso projeto e explicar o trabalho que desenvolvemos. Várias cidades aprovaram leis semelhantes às nossas, como Cambé e Bela Vista do Paraíso”, afirma.

Responsável pela criação do Junho Vermelho, o vereador Junior Santos Rosa ressalta a importância do tema abordado na campanha e ressalta que “a doação atinge vítimas de acidentes, transplantados e pacientes em diversas outras situações. Ela pode salvar vidas, por isso é importante mobilizar a comunidade”. 

Programação

Durante a 5ª Quinzena Municipal de Conscientização à Doação de Sangue e o Junho Vermelho, haverá panfletagens, palestras em empresas e atividades em escolas municipais. Além disso, o prédio do Sesc Cadeião ganhará iluminação vermelha em referência aos dois eventos. A programação completa pode ser vista no hotsite da campanha, no site http://www1.cml.pr.gov.br/cml/site/quinzena5/site/index.html.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios