Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Iniciativa tem como objetivo conscientizar servidores sobre prevenção e vantagens do diagnóstico precoce da doença

Com o objetivo de prevenir o câncer de próstata, a Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina (Caapsml) promove durante este mês a campanha Novembro Azul. Até o dia 30, os servidores usuários do Plano de Assistência à Saúde com 50 anos ou mais, podem fazer o exame gratuitamente em qualquer laboratório credenciado à Caapsml, sem necessidade de pedido médico.

A campanha tem como público-alvo os 2.077 homens dessa faixa etária que são usuários do plano. O objetivo é detectar o câncer de próstata ainda precoce, já que o diagnóstico na fase inicial facilita o tratamento e diminui as chances de reincidência. A relação dos laboratórios conveniados pode ser consultada junto à Caapsml pelo 3376-2535.

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que está localizada na parte inferior do abdômen, logo abaixo da bexiga. Ela é um órgão muito pequeno com a forma de maçã, responsável pela produção de parte do sêmen e é parte do tubo pelo qual a urina é eliminada.

Associado aos idosos, o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens no Brasil, atrás apenas do de pele. Um levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2016, apontou que anualmente são detectado 68,2 mil casos da doença, cujas vítimas são seis mortos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Segundo o superintendente da Caapsml, Marco Antônio Bacarin, a iniciativa oportuniza uma atenção maior à saúde dos homens e a prevenção do câncer. “Fazemos a campanha todos os anos com o objetivo de conscientizar os homens e incentivá-los a cuidar da saúde fazendo o procedimento. Como o câncer é uma doença silenciosa, é muito importante a realização periódica do exame preventivo”, explicou.

O exame

O câncer de próstata pode ser detectado através do toque retal, exame de PSA e ultrassom. O exame de toque é feito em consultório pelo médico urologista, demora poucos segundos e serve para identificar alterações na próstata, como endurecimento e forma irregular, que podem indicar a presença de algum tumor.

O PSA (sigla em inglês para Antígeno Prostático Específico) é uma proteína produzida exclusivamente pela próstata, cujo nível fica elevado em casos de câncer. Caso o exame clínico acuse alterações nos níveis da proteína é realizada uma ultrassonografia. O ultrassom é feito através do ânus e permite visualizar lesões cancerosas na próstata. O diagnóstico é confirmado através de biópsia, que consiste na retirada de uma pequena amostra de tecido do órgão para avaliação em microscópio.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios