Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Comitê de Aleitamento Materno de Londrina-Calma, realiza a partir de hoje as atividades da Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM), celebrada oficialmente de 1 a 7 de agosto. Em 2016, as ações no município serão desenvolvidas em torno do tema “Aleitamento materno: Presente saudável, futuro sustentável”.

A programação inclui diversas ações educativas realizadas nas UBS, orientações sobre o assunto para a população em supermercados e hospitais, além de exposições e rodas de bate-papo em diferentes espaços da cidade. As atividades prosseguem até o dia 31 de agosto. 

A abertura da Semana foi no auditório da Associação Paranaense de Supermercados (APRAS), com uma palestra ministrada pela Doutora Mauren Teresa Grubisich Mendes Tacla, tendo como público principal os profissionais de Saúde e mulheres que amamentam. O auditório da APRAS fica na Rua Rio Grande do Norte, 750.  

De acordo com a coordenadora do Calma, Lilian Poli de Castro, a intenção dos trabalhos é, a partir do tema, sensibilizar as pessoas sobre a importância do aleitamento materno, mostrando como a amamentação é um elemento-chave para valorizar o nosso bem-estar desde o início da vida. “O leite materno protege o bebê de infecções, diarreias e alergias, promovendo o crescimento com mais saúde. O aleitamento materno também diminui o risco de doenças como hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. Ainda fornece nutrientes de qualidade com segurança alimentar, ajudando a prevenir a fome e a subnutrição”, enfatizou.

Lilian ainda reforçou que o benefício também se estende às mães, que perdem peso mais rapidamente após o parto, e ainda ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, o que diminui riscos de hemorragia e anemia.

O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam que as crianças sejam amamentadas com o leite materno, de forma exclusiva, até aos seis meses de idade e de forma continuada, junto com outros alimentos, até dois anos ou mais. Segundo a OMS, evidências científicas mostram que o leite materno é capaz de reduzir em 13% as mortes por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno ocorre em aproximadamente 120 Países. É uma iniciativa da Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, sigla em inglês). O Ministério da Saúde coordena a Semana Mundial de Aleitamento Materno desde 1999, sendo responsável pela adaptação do tema para o nosso país e elaboração e distribuição de materiais de divulgação. Tem o apoio de organismos internacionais, secretarias de saúde estaduais e municipais, Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, hospitais amigos da criança, sociedades de classe e ONGs.

informações N.Com/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios