Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O documento serve para orientar os profissionais sobre a importância exclusiva da amamentação nos primeiros meses de vida e repassa outras recomendações

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Comitê Municipal de Aleitamento Materno de Londrina (Calma), elaborou uma nota técnica para orientar os serviços de saúde de Londrina a respeito da amamentação e do uso de complementação alimentar em recém-nascidos. A intenção é que o documento auxilie na organização dos serviços de assistência à mulher que amamenta.

O documento serve para orientar os profissionais sobre a importância exclusiva da amamentação nos primeiros meses de vida, visto seu impacto significativo na redução da morbimortalidade infantil. Além disso, com as orientações corretas, as mães tendem a continuar a amamentação depois de retornarem para suas casas.

Por isso, segundo a nota, a orientação é que a amamentação durante a primeira hora de vida do recém-nascido seja incentivada; que haja o aleitamento via livre demanda, sem intervalo e duração definida; que as disfunções motoras e orais que forem apresentadas pelo bebê sejam corrigidas nas primeiras mamadas, entre outras ações.

De acordo com a coordenadora de Saúde da Criança, Lilian Poli de Castro, essas recomendações são importantes e vêm de encontro com aquelas repassadas pelo Ministério da Saúde. O documento foi elaborado durante todo o ano passado, em conjunto com as instituições que fazem parte do Calma. “Percebemos algumas introduções precoces de alimentos e bebidas logo após o nascimento da criança de forma desnecessária, e sentimos a necessidade de repassarmos as recomendações as recomendações aos serviços de saúde e aos profissionais que atendem o trinômio mãe, o bebê e sua família, por isso elaboramos a nota técnica”, disse.

As recomendações da nota foram pactuadas com os serviços e profissionais integrantes do CALMA, sob o n° 001/2016, e está publicada no Jornal Oficial do Município n° 3.168, de 9 de janeiro deste ano. Ela foi distribuída a toda rede municipal de saúde.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios