Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Até agora, apenas um caso de reinfecção foi confirmado no mundo, em Hong Kong, mas cientistas europeus examinam mais dois casos

Após o primeiro registro mundial de reinfecção pela covid-19, em Hong Kong, o governo de São Paulo investiga o que poderia ser o primeiro caso no Brasil de paciente reinfectado pela doença. O coordenador do Centro de Contingência para o coronavírus do estado, José Medina, garantiu que o caso está sob análise e que não há motivos para preocupação. 

O Hospital das Clínicas de São Paulo investiga casos de sete pacientes com suspeita de reinfecção pelo coronavírus. Segundo Medina, são pessoas que tiveram a doença e por alguma razão mantiveram o esqueleto do vírus. Quando amplificado no exame, ainda aparece positivo. 

Pesquisadores do hospital estão fazendo sequenciamento genético para avaliar se são vírus diferentes, se houve mutação ou se o mesmo vírus da primeira infecção voltou a se manifestar. Outros pacientes também estão sendo monitorados pela Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto.

A possibilidade de reinfecção assustou pessoas em todo o mundo, já que cientistas conseguiram comprovar um paciente infectado duas vezes pela covid-19, em Hong Kong. Nessa semana, cientistas europeus afirmaram que existem mais dois casos desse tipo: um na Holanda e um na Bélgica, mas ainda não divulgaram informações. 

Brasil 61

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.