Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Sebrae/PR oferece orientação aos empresários que pretendem apostar nesse nicho de mercado e fortalecer o polo da saúde na cidade

No Brasil, o número de pessoas com mais de 60 anos vem crescendo mais que a média mundial. A projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é de que, em 2030, elas representem 18,6% do total de habitantes. No Paraná, o número, que hoje é de 13,6%, será ainda maior que o do país, de 20,9%.  As estatísticas indicam mudanças urgentes em políticas públicas, mas também revelam um novo nicho de mercado a ser explorado: a atenção e o atendimento aos idosos. O Sebrae/PR oferece suporte e orientação aos empresários que pretendem apostar nesse segmento e fortalecer o polo da saúde em Londrina.

A consultora e gestora do projeto setorial de Saúde do Sebrae/PR, Simone Millan, afirma que, hoje, os idosos já demandam por atividades ligadas à prevenção de doenças, lazer e bem-estar. “Logo, os hospitais não darão conta de atender a esse público sozinhos, o que abre espaço para negócios na área de home care [assistência domiciliar, em português]”, exemplifica. Mas não é só isso. Há uma variedade enorme de serviços que podem ser oferecidos para suprir as necessidades dessa população.

Há dois anos, o médico cirurgião vascular, Rogério Sakuma, realizou o sonho de trabalhar pela desospitalização. Ele dirige uma empresa de atendimento domiciliar em Londrina e, com uma equipe multiprofissional, oferece serviços como a internação domiciliar, cuidados paliativos, gerenciamento de pacientes crônicos, terapias endovenosas, entre outros. O objetivo é levar a qualidade assistencial dos grandes hospitais para a casa do paciente e, com isso, reduzir custos e superlotação no sistema de saúde e riscos de infecções. “Hoje, a maioria das pessoas contrata cuidadores, mas muitos deles não são especializados e não possuem vínculo empregatício e assistência médica para oferecer o suporte necessário”, afirma. Apesar de ainda pouco divulgado, o serviço de home care só tende a crescer no país, na opinião do médico.

As enfermeiras responsáveis por uma clínica de hospedagem permanente, temporária, diária e creche para idosos, que existe há 30 anos em Londrina, Fátima Freitas e Marly Bilibio, contam já terem percebido o crescimento da demanda pelos serviços e atividades oferecidas a esse público. “Consideramos que o nosso serviço de apoio ao idoso é de extrema importância para Londrina. Mais do que cuidados, oferecemos um ambiente aconchegante e, acima de tudo, seguro, com acompanhamento de enfermagem em tempo integral e cuidados profissionais de uma equipe multidisciplinar”, completa Fátima. 

Asimp/Sebrae/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL