Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com dois dias de antecedência da previsão inicial, o Paraná iniciou na segunda-feira (18) a vacinação no Estado. O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo na Assembleia, comemorou a medida e destacou as ações do governador Ratinho Junior e sua equipe, que estiveram logo cedo na segunda no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para acompanhar o embarque das vacinas.

O Estado receberá 265.600 doses do imunizante CoronaVac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. 22.720 estão reservadas para a população indígena e 242.880 para  profissionais de saúde que atuam diretamente na pandemia, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores e pessoas com deficiência. A regional de Londrina recebe nesta primeira etapa 13.960 doses.

"É uma grande conquista e o Paraná se preparou para o início imediato da imunização, aguardando apenas a chegada das doses. Parabenizo a toda a equipe ", ressaltou Cobra Repórter.

O governador Ratinho Junior informou que as doses serão distribuídas nas regionais e elas chegarão a todos os municípios. Serão mais de 100 mil inicialmente pessoas e aos poucos será possível alcançar toda a população prioritária e aquela acima de 18 anos.

A distribuição das vacinas utilizará a estrutura do Governo do Estado e será feita com três aviões, um helicóptero e caminhões baú refrigerados, se necessário. Segundo a Secretaria de Saúde, serão distribuídas, por exemplo, 24.440 doses para Curitiba, 13.960 para Londrina, 9.360 para Maringá e 8.160 para Cascavel. Confira a lista no fim do texto.

A Secretaria de Estado da Saúde já distribuiu 1,7 milhão de insumos nas 22 regionais de Saúde. Foram seringas 25 x 0,6, seringas 25 x 0,7, máscaras descartáveis, face shields, aventais e carteirinhas de vacinação. O Paraná tem 1.850 salas de vacinação.

Vacinação

No Paraná devem ser imunizadas cerca de 4 milhões de pessoas até o fim de maio. O processo estadual vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) elaborado pelo Governo Federal, abrindo os trabalhos pelos grupos considerados prioritários.

De acordo com o Plano Estadual de Imunização (PEI), na primeira etapa da vacinação serão atendidos os profissionais que aplicarão as vacinas; pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais; população indígena e todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente até aqueles que tem idade variando entre 60 e 64 anos.

A expectativa do Governo do Paraná é expandir a longo prazo a estratégia de vacinação para a população acima de 18 anos de idade ainda não vacinada totalizando 8.736.014 pessoas, de acordo com projeções do IBGE 2020 no Paraná, que estima um total de 11.516.840 pessoas residentes no Estado.

Previsão de distribuição das primeiras doses para as regionais:

Curitiba – 24.440

Região Metropolitana de Curitiba – 14.840

Paranaguá – 2.240

Ponta Grossa – 5.960

Irati – 1.480

Guarapuava – 5.920

União da Vitória – 1.540

Pato Branco – 4.600

Francisco Beltrão – 2.880

Foz do Iguaçu – 5.120

Cascavel – 8.160

Campo Mourão – 3.440

Umuarama – 3.120

Cianorte – 1.240

Paranavaí – 3.040

Maringá – 9.360

Apucarana – 3.960

Londrina – 13.960

Cornélio Procópio – 3.600

Jacarezinho – 3.400

Toledo – 5.360

Telêmaco Borba – 1.880

Ivaiporã – 2.760

TOTAL – 132.300

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp/Com informações e foto da Agência Estadual

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios