Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A vacina tríplice viral previne a doença e deve ser aplicada aos 12 e 15 meses; mais de 35 mil crianças pertencem ao público-alvo

Como parte da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Londrina abriram no último sábado (19) para o Dia D de mobilização nacional. O objetivo foi viabilizar aos pais e responsáveis mais uma oportunidade para que possam garantir a imunização dos filhos e demais crianças, na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos.

Os atendimentos das UBSs na área urbana ocorreram das 8 às 17 horas, e das 8 às 14 horas nas unidades dos distritos. Segundo relatório divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, durante o Dia D foram realizadas cerca de 3.200 vacinações. Deste total, apenas 656 doses de tríplice viral foram aplicadas, número considerado baixo já que 35.839 crianças integram o público-alvo da campanha.

Para o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, para que a campanha atinja o efeito esperado é necessária a mobilização da população. “Infelizmente tivemos um público muito aquém do que as nossas equipes tinham condições de atender, neste último sábado, em relação a vacinação contra o sarampo. Importante registrar que, de nada adianta a Prefeitura de Londrina disponibilizar horários alternativos, equipes para atendimento, se por parte da população, em especial de pais, mães, familiares e responsáveis, não tiverem a conscientização da importância da vacina nas crianças. As crianças, nessa faixa etária, não sabem ainda como fazer garantir seus direitos. E a vacinação é um ato de amor e um direito das nossas crianças, que precisa ser garantido por quem as ama de verdade”, frisou.

Atendendo à recomendação feita pela Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da Campanha Nacional em 7 de outubro, 9.500 carteiras de vacinação foram apresentadas nas UBSs. “Essas carteiras foram lidas, e as crianças estavam com o esquema vacinal completo”, afirmou a diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes.

Esta primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, voltada às crianças, encerra na sexta-feira (25). As doses estão disponíveis em todas as UBSs. Na área urbana, o horário de atendimento é das 7 às 19 horas; e nos distritos, as unidades seguem horário próprio.

Como forma de prevenção contra o sarampo, são recomendadas duas doses da vacina, aos 12 e 15 meses de vida. E, diante do surto da doença em diversos estados, o esquema foi reforçado com a chamada “dose zero”, fornecida aos bebês de 6 meses a menores de 12 meses. Em Londrina, 5.182 crianças têm direito à dose zero contra o sarampo.

Além da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola, as crianças de 6 meses a menores de 5 anos também têm direito a 25 aplicações de 11 vacinas, nesse período.

A segunda fase da campanha, com início previsto para 18 de novembro, será direcionada aos adultos entre 20 e 29 anos, e que ainda não atualizaram seu esquema vacinal.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios