Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Saúde 27/04/2017  08h54

Endemias realiza passeata com alunos da Escola Mari Carrera Bueno

Participam cerca de 470 alunos da unidade; Saúde divulgou hoje(26) os números da dengue no Município

Na próxima quarta-feira (3), a partir das 8h30, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da coordenação de Controle de Endemias, irá promover uma atividade prática de combate ao Aedes aegypti com os alunos da Escola Municipal Mari Carreira Bueno, (antigo Caic da região oeste), localizada na rua José Borale, 325, Jardim Santa Rita.

Cerca de 470 alunos da unidade, acompanhados de seis agentes de endemias, farão uma passeata no entorno da escola. O objetivo é fazer o reconhecimento e recolhimento de materiais que podem acumular água, servindo de criadouros para o mosquito que transmite a dengue e outras doenças. Os pais ou responsáveis pelos estudantes também foram convidados a participar da ação, para ajudar no trabalho de conscientização da população local.

“Alguns alunos vão fazer o recolhimento dos materiais que podem acumular água e outros entregarão panfletos para a população”, contou a educadora em Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Lucimara Vasconcelos. Segundo ela, o objetivo da iniciativa é formar multiplicadores de informações. “Queremos formar cidadãos conscientes, já que as crianças são o futuro da nação. Elas precisam saber sobre a importância de não jogar materiais em locais inadequados, para nos ajudar no combate ao Aedes”, frisou.

Antecedendo a passeata, os alunos, professores e colaboradores participaram de um ciclo de palestras sobre o tema durante três dias, de segunda (24) até hoje, quarta-feira (26). Foram repassadas informações sobre os meios de prevenção, tipos de materiais que podem se tornar criadouros para o mosquito, vetor e as doenças transmitidas por ele.

Também foi exposto o larvário, que demonstra o ciclo evolutivo do mosquito com o ovo, a larva, a pupa e o mosquito adulto. Houve ainda demonstração do quintal certo e errado e exposição de materiais lúdicos que representam os materiais que podem acumular água, servindo de criadouros para o mosquito.

Vistoria – No dia anterior à passeata, na terça-feira (2), às 8h30, será realizada uma vistoria em um condomínio localizado na região oeste, para verificar se há objetos e locais que podem acumular água. A ação deve se estender por mais dois ou três dias, se necessário.

Segundo Lucimara, além de fazer a vistoria no local, os agentes de endemias irão orientar os funcionários do condomínio e moradores sobre o armazenamento adequado dos objetos que podem acumular água e, se for o caso, fazer adequações em alguns locais, para que não se tornem foco para o mosquito.

Além da vistoria, foi reprogramada uma palestra no local, anteriormente agendada para o dia 25 de abril, para a próxima quinta-feira (4), às 9 horas. Na palestra serão repassadas informações sobre o ciclo do Aedes, meios de prevenção, doenças provocadas por ele e tipos de criadouros. Outros condomínios que têm interesse em agendar palestras e vistorias podem ligar no telefone 0800 400 1893, de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas.

Números da dengue - A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, nesta quarta-feira (26), o relatório semanal com os dados sobre a dengue em Londrina. Do início do ano até o momento, foram registradas 1.598 notificações relacionadas à doença. Deste total, 20 casos foram confirmados e 1.063 descartados. Outros 515 estão em andamento, aguardando o resultado de exames laboratoriais.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios