Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pessoas com idades entre 16 e 69 podem realizar doações de sangue. Homens até quatro vezes ao ano, enquanto que as mulheres até três vezes. Mas apesar de todos esses potenciais doadores, os estoques dos bancos de sangue seguem em baixa, principalmente pelo receio das pessoas em fazer a doação durante a pandemia.

Em algumas unidades do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), como a de Curitiba, a redução no número de doadores foi de aproximadamente 50%. Números preocupantes em razão, principalmente, do alto no número de acidentes com traumas, especialmente àqueles automobilísticos, conforme relatou à Agência de Notícias, a diretora-geral do Hemepar, Liana Labre de Souza. “O momento é grave, precisamos de doação. São cerca de duas mil bolsas de sangue a menos por mês quando comparamos com o mesmo período do ano passado. Caiu de 13 mil para 11 mil doações em média”, afirmou a diretora.

Julho é o mês de conscientização e incentivo à doação de sangue, conforme a lei 20292/2020, proposta na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Anibelli Neto (MDB).

Durante o Julho Vermelho, ações de conscientização e incentivo poderão ser desenvolvidas através de reuniões, palestras, cursos, oficinas, seminários, distribuição de material informativo, entre outras.

Essas ações devem priorizar a conscientização da população sobre a importância da doação de sangue; o estímulo à realização da doação de sangue; o incentivo aos órgãos da Administração Pública estadual, empresas, entidades de classe, associações, federações e à sociedade civil organizada para se engajarem nas campanhas de incentivo.

A lei estabelece ainda que as empresas exibidoras de cinema situadas no Estado do Paraná divulgarão, antes da exibição do filme principal, filmes publicitários informativos de conscientização e incentivo à prática de doação de sangue, bem como às ações relativas ao mês Julho Vermelho.

As doações no Hemepar são realizadas mediante agendamento. Mais informações podem ser conferidas no site: https://bit.ly/36KszKz

Doação

Ao apresentar a proposta, o deputado Anibelli Neto justificou dizendo que, de uma forma geral, com a chegada do inverno, o número de doações sofre uma significativa queda, em média de 30%, em virtude da queda de temperatura e o aumento das infecções respiratórias e outras enfermidades.

Neste período, também, que marca as férias de meio de ano, aumenta o número de acidentes nas estradas, o que reduz ainda mais os estoques dos hemocentros.

“Como não há um substituto, em caso de cirurgias ou tratamentos, só se pode contar com a solidariedade dos doadores e por esse motivo junho foi o mês escolhido para a realização da campanha”, afirma Anibelli.

O que é preciso para doar sangue

Estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos completos (menores de idade com autorização e presença do responsável legal); pesar no mínimo 51Kg; estar descansado, alimentado e hidratado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação); apresentar documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação).

Impedimentos temporários à doação - manifestações gripais (tosse, febre, dor de garganta): aguardar 15 dias após a cura;

Diarreia: aguardar 7 dias após a cura;

Durante a gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;

Amamentação 12 meses após parto/cesárea (não pode doar enquanto for a única e principal fonte de alimentação do bebê);

Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;

Tatuagem, micropigmentação e piercing nos últimos 06 meses (se piercing genital e/ou oral 12 meses após a retirada);

Tratamento dentário: limpeza e obturações 72 horas; extração e canal 7 dias, implante 3 a 6 meses;

Hepatite: pode doar se hepatite antes dos 11 anos;

- Vacinas - febre amarela, tríplice e dupla viral e dengue 30 dias; Dupla e tríplice bacteriana, H1N1, Hepatite B, HPV 48 horas. Antirrábica: se profilática 48h, se por mordida de animal 12 meses

- Vacina Covid-19 - A vacina contra Covid-19 contraindicada a doações de sangue por um período mínimo: Vacina Coranovac/Butantan estabelece um prazo de 48 horas após o recebimento; AstraZeneca/Oxford/Fiocruz – Pfizes/BioNtec - Janssen, pedem o intervalo de 7 dias após o recebimento da dose.

ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.