Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Lançamento será na UBS Santiago e contará com a presença do Zé Gotinha e da Maria Gotinha, além do secretário de Saúde, Felippe Machado

Neste sábado (18), das 9h às 17h, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da região urbana de Londrina estarão abertas para vacinar as crianças que tenham entre 12 meses a menores de 5 anos de idade. A ação faz parte do “Dia D” de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil. O secretário de Saúde, Felippe Machado, estará às 9h30, na Unidade Básica de Saúde Santiago, junto com o Zé Gotinha e a Maria Gotinha para dar início à vacinação. A UBS fica na Avenida Aracy Soares Santos, 100, no Jardim Santiago.

Segundo os dados oficiais da Secretaria de Saúde, até esta sexta-feira (17), 6.231 crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil, o que representa 23,82% do público-alvo. Já com relação ao sarampo, 6.190 receberam a dose da imunização, representando 23,66% do público-alvo. A meta deste ano é vacinar 25 mil crianças em Londrina.

Para isso, a Secretaria Municipal de Saúde firmou uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação e desde o dia 6 de agosto está vacinando todas os alunos das escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Com isso, espera-se imunizar, ao menos, 95% do público-alvo para que não haja perigo de reinserção dessas doenças no Município.

Segundo o secretário municipal de Saúde, no Brasil, até o momento, foram confirmados seis óbitos devido ao sarampo, doença que estava erradicada até pouco tempo atrás, mas devido à baixa cobertura vacinal teve sua reinserção. “Por isso conclamamos aos pais e responsáveis que levem seus filhos para vacinar nas Unidades de Saúde neste sábado. A Secretaria vem cumprindo com seu papel de disponibilizar o acesso à vacina de forma ampla e irrestrita às crianças, mas isto de nada adianta se os pais e os responsáveis não se conscientizarem e se responsabilizarem no sentido de assumir o protagonismo e levar seus filhos para vacinar”, ressaltou.

No Paraná, até o momento, não foi constatado nenhum caso de sarampo até ontem (17).  A dose concedida durante a campanha é tríplice viral, que engloba a prevenção do sarampo, caxumba e rubéola. Além dela, as crianças estão recebendo um reforço contra a paralisia infantil.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios