Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Dia D, data em que a vacinação se intensifica e há uma grande mobilização nacional, está marcado para dia 4 de maio

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza chegou em sua segunda etapa. A Prefeitura de Ibiporã, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, integra a iniciativa do Ministério da Saúde que tem por objetivo imunizar a população contra a gripe em toda a rede pública de saúde. Este ano, a meta do Município é imunizar 15.623 pessoas. O governo federal preconiza a cobertura mínima de 90% de vacinação em todos os grupos prioritários estabelecidos na campanha, que segue até o dia 31 de maio.

A segunda etapa contempla os idosos (pessoas com idade superior a 60 anos ou que completem 60 anos em 2019); trabalhadores da saúde, tanto na rede pública como privada; pacientes com doenças crônicas e que tenham indicação médica; professores em atividade; população indígena, incluindo crianças com mais de seis meses; funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa, e profissionais das forças de segurança e salvamento, como policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. 

Também podem continuar recebendo as doses, o público-alvo da primeira etapa, realizada entre 10 e 19 de abril, e composto por crianças entre seis meses e menores de seis anos, gestantes e puérperas, que são as mulheres que tiveram parto nos últimos 45 dias. 

Dia D

O Dia D, em que a vacinação se intensifica e há uma grande mobilização nacional, está marcado para dia 4 de maio, um sábado. Em Ibiporã, as UBSs localizadas na área urbana da cidade estarão abertas das 8h às 17h, já as UBSs da zona rural (Jardim John Kennedy e Taquara do Reino) funcionarão por menos tempo, das 8h às 12h. Além das Unidades Básicas de Saúde, um ponto de vacinação será instalado na Praça Pio XII, funcionando das 9h às 13h. Um outro ponto de vacinação será montado no dia 1º de maio, no local de largada da prova pedestre Adriana de Souza. Para se vacinar é necessária a apresentação da carteirinha de vacinação e de um documento oficial com foto.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Vanessa Luquini, ressalta que as Unidades de Saúde da cidade estão preparadas para atender a população, porém pede a compreensão caso ocorra uma eventual demora no atendimento. As doses aplicadas devem ser inseridas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Si-PNI), e também, será avaliada a carteira de vacinação dos pacientes, sendo que se houver esquemas incompletos de outras vacinas, as mesmas serão administradas no mesmo dia, visto que não há contraindicação.

Contraindicações

A vacina é contra indicada para menores de 6 meses de idade. Pacientes com história de reação anafilática (reação alérgica grave) a um dos componentes da vacina devem passar por avaliação médica criteriosa sobre risco e beneficio, antes da administração da nova dose. Em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

NCPMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios