Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Adolescentes devem realizar agendamento, por meio do site da Prefeitura de Ibiporã e comparecerem na data e horário marcados acompanhados pelos pais ou responsáveis, ou ainda, munidos do Termo De Consentimento

Tendo alcançado com organização e rapidez as metas de vacinação do público geral, grupos prioritários, já tendo atendido os adolescentes com comorbidades, deficiências permanentes, gestantes e puéperas, Ibiporã, a partir desta sexta-feira (22), estará vacinando os adolescentes de 12 anos do público geral.

O prefeito José Maria Ferreira, em um feliz anúncio publicado nas redes sociais da Prefeitura de Ibiporã, registrou a alegria do avanço da vacinação na cidade, conduzida com transparência e com o compromisso de cada profissional da Saúde. 

Considerando a Nota Técnica Nº 45/2021, de 22 de setembro, do Ministério da Saúde que orienta a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades, a orientação da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) em conjunto com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (COSEMS/PR) e da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), sobre o início da vacinação para adolescentes sem comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde de Ibiporã informa que está liberado o agendamento para adolescentes de 12 anos sem comorbidades, a partir de hoje, quarta-feira (20), que pode ser feito clicando aqui.

A vacinação deste grupo será iniciada na SEXTA-FEIRA (22).

Os adolescentes devem estar acompanhados por seus pais ou responsáveis no ato da vacinação ou apresentarem, no caso destes estarem ausentes, o termo de consentimento para vacinação de menor de 18 anos, original, disponível clicando aqui, assinado pelo declarante e pelo adolescente, com assinatura idêntica ao documento oficial com foto. Também deverá ser entregue cópia do documento oficial do declarante e do adolescente.

Permanece também disponível o agendamento para faixas etárias superiores.

Reitera-se a importância do uso de máscara, distanciamento social, álcool 70% no ato da vacinação e posterior a ele. Ações como estas são fundamentais para a diminuição de casos e óbitos.

No caso de dúvidas, procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima do seu endereço para orientações. Para sintomas respiratórios, procure pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24).

 Nucleo de Comunicação Social/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.