Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Município atualizou o Protocolo de Vacinação com a medida que promove melhor resposta imunológica e se baseia em orientações do Butantan e Ministério da Saúde

A Prefeitura de Londrina atualizou o Protocolo de Vacinação contra a Covid-19, liberando o agendamento da aplicação da segunda dose da CoronaVac após um intervalo de 28 dias da primeira dose, e não mais com 21 dias. A decisão foi anunciada na terça-feira (4) pelo secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, durante entrevista coletiva.

 “Estamos seguindo as orientações do próprio Instituto Butantan, produtor da vacina, e do Ministério da Saúde, pois estudos científicos apontam uma melhor resposta imunológica aos indivíduos que tomaram a vacina CoronaVac com um intervalo de 28 dias entre as doses”, afirmou Machado.

O secretário explicou que, para atualizar o Protocolo de Vacinação, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atualizou o sistema on-line no último final de semana, o que impossibilitou temporariamente o agendamento da segunda dose. E a partir desta terça-feira (4), o sistema já está disponível.

De acordo com a SMS, 960 pessoas completaram 28 dias da aplicação da primeira dose na terça-feira (4) e por isso estão liberadas para agendar a aplicação da segunda dose. “Todas estas pessoas conseguem agendar a aplicação ainda para hoje, pois temos 1.997 vagas disponíveis para agendamento nesta terça-feira, em todos os pontos de vacinação da cidade. Amanhã teremos mais 412 pessoas que completarão os 28 dias”, contou Machado.

O secretário completou que a mudança também leva em conta os atrasos nos envios das doses da CoronaVac, em todo o Brasil. “O instituto Butantan teve dificuldades de importação do IFA, ingrediente farmacêutico usado na produção da vacina. Com isso, há quatro semanas temos recebido uma quantidade muito baixa desta vacina. Estamos trabalhando com nossos estoques, fazendo o monitoramento diário, para garantir a aplicação das segundas doses. Agora, o Butatan já está com a sua produção praticamente normalizada e nossa expectativa é receber, ainda nesta semana, mais doses da CoronaVac”, apontou.

Por fim, o secretário reiterou que o Município está monitorando a produção de vacinas pelo Instituto Butantan, verificando o estoque da SMS diariamente. “O nosso esquema de planejamento informatizado nos permite fazer ajustes providenciais, de modo a garantir a vacina aos cidadãos londrinenses”, frisou. 

Vacinômetro –  A SMS divulgou os números atualizados da vacinação contra a Covid-19 em Londrina. Até as 23 horas de segunda-feira (3), receberam a primeira dose 115.463 mil pessoas, das quais 66.308 também foram imunizadas com a segunda dose.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios