Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Encontro desta sexta-feira (2) reúne entidades locais e a comunidade para debater e planejar ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti

O Comitê Gestor Ampliado contra a Dengue em Londrina realiza, nesta sexta-feira (2), às 8h30, uma reunião para debater estratégias e ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti. A atividade será no auditório do Instituto do Câncer de Londrina, na Rua Lucilla Ballalai, 212.

Estão sendo convidados a participar do encontro entidades e instituições da sociedade civil, universidades, autoridades municipais, prestadores de serviço, conselhos municipais e demais entidades e associações que representam a população.

Segundo a diretora geral da Secretaria Municipal de Saúde, Eliana Marussi, a reunião ampliada é um momento importante para que seja reforçada a mobilização da comunidade no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. “É uma oportunidade para que todos conheçam as medidas e ações que estão sendo realizadas pelo Município no combate ao mosquito. Além disso, há debates e o planejamento de novas atividades, com abertura para sugestões e propostas dos participantes”, enfatizou.

Na reunião, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) irá apresentar um balanço geral das atividades que vem sendo desenvolvidas no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. Entre os assuntos, estará em pauta os números do 3º Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2016. O levantamento, realizado em agosto, apontou índice de infestação de 0,3%, colocando o município de Londrina fora da situação de alerta epidemiológico.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Norte do Paraná (Sinduscon Norte PR) também irão apresentar um balanço com informações sobre suas atividades.

Neste processo de combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Londrina realiza diversas ações e trabalhos coletivos, que são desenvolvidos com o suporte de uma rede de parcerias incluindo esforços de secretarias municipais, associações de bairro, empresas, igrejas, escolas, sociedade civil e várias entidades locais.

Dentre as atividades, estão mutirões e as palestras educativas, vistorias domiciliares e a estabelecimentos comerciais, uso do fumacê costal, registro de auto de infração em locais com altos índices e reincidentes, bloqueio de locais com casos confirmados e o Dia D de combate ao Aedes aegypti, realizado todo dia 9 de cada mês na cidade.

NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios