Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é informar e conscientizar a população sobre o transtorno de déficit de atenção e outros que atingem diversas crianças e adultos

A partir desta quinta-feira (2), às 14 horas, Londrina vai realizar a III Semana Municipal de Informação e Conscientização sobre Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e outros transtornos neuropsiquiátricos. A abertura oficial será na Câmara Municipal de Londrina,  na  Rua Governador Parigot de Souza, 145, no centro Cívico.

O objetivo da semana é informar e conscientizar a população sobre o transtorno de déficit de atenção e outros neuropsiquiátricos, que atingem diversas crianças e adultos. Para isso, toda a rede municipal de educação e de saúde estará integrada e desenvolverá ações informativas, em conjunto com os profissionais da Rede de Déficit Intelectual e Transtornos Globais do Desenvolvimento, a Rede DITG.

A expectativa é que cerca de 3 mil pessoas participem das ações durante a semana, que encerrará na próxima terça-feira, dia 7 de agosto. De acordo com a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial para Infância e Adolescência (CAPS Infantil), Silvana Valentim, a intenção é desmistificar os temas que envolvem a hiperatividade e outros transtornos, por isso todas as ações são abertas à comunidade.

“Queremos abordar o assunto através do contexto social no qual estamos envolvidos, pois, muitas vezes, as crianças podem ser tratadas como hiperativas, quando na verdade faltam outros estímulos a ela. É importante que os debates sejam feitos de forma integrada com os professores da rede, com os pais e a comunidade, para que todos ajudem as crianças a se desenvolverem da melhor forma possível”, disse.

Entre as ações da semana estão diversas palestras sobre o assunto, desenvolvimento de uma mesa-redonda, atividades em sala de aula com os estudantes das escolas municipais e ações nas Unidades Básicas de Saúde, por meio dos profissionais do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF).

A rede municipal de ensino de Londrina já trabalha o TDAH e outros transtornos neuropsiquiátricos com as crianças, através de uma linguagem fácil e acessível para o entendimento delas, e com informativos para os pais e responsáveis. As crianças identificadas com algum desses transtornos frequentam as aulas junto com os demais alunos, haja vista à necessidade da inclusão social. Porém, de uma a duas vezes na semana, elas recebem atendimento em salas multifuncionais no contraturno escolar. Na rede municipal, há 49 salas especiais para este atendimento especializado com psicopedagogas. Atualmente, 474 alunos são atendidos por esse serviço. Destes, 310 têm TDAH, outros 120 têm Transtorno do Espectro Autista (TEA) e 44 sofrem com transtornos de comportamento.

Para que uma criança receba o tratamento adequado, ela passa por um fluxo de atendimento que inicia na sala de aula, com a observação atenta do professor. Para que os docentes consigam realizá-la de forma adequada, eles recebem um curso concedido pela Secretaria de Educação. Se suspeitarem que o aluno tem algum transtorno neuropsiquiátrico, eles encaminham o mesmo para o(a) psicopedagogo(a) responsável, que avalia a criança durante dois meses, por meio de medidas de intervenção.

Caso confirmada a suspeita, o estudante é direcionado à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, para o atendimento com os profissionais do NASF. Se estes funcionários também identificarem o problema, o diagnóstico e o tratamento é direcionado ao CAPS Infantil, que conta com psicólogos, psiquiatras e educadores sociais para ajudar a criança. Quando necessário atendimento medicamentoso, os pacientes são direcionados à Policlínica Municipal de Londrina.

“Os professores que atuam no atendimento educacional especializado têm formação continuada durante todos os meses, o ano inteiro. Isso os ajuda a identificar possíveis transtornos neurológicos nas crianças e encaminhá-las ao tratamento correto”, ressaltou a gerente de Apoio Especializado da Secretaria Municipal de Educação, Cristiane Sola.

A comunidade está convidada a participar das ações gratuitas e os servidores municipais que desejarem receber certificação de participação nas palestras precisam se inscrever na Escola de Governo, por meio do link http://escoladegoverno.londrina.pr.gov.br. As atividades da semana cumprem o disposto na Lei Municipal nº 12.398/2016.

Cronograma das atividades

Dia 1º de agosto

Às 8 horas, palestra na Escola Municipal Dr Joaquim Vicente de Castro, localizada na Avenida Presidente Abraham Lincoln, 70, no Conjunto Anibal Siqueira Cabral, zona sul.
Às 18h30, encontro na Escola Municipal João XXIII - Rua Alfred Bernhard Nobel, 507, Industrial (região oeste).
Às 19 horas, palestra na Escola Municipal Professor Joaquim Pereira Mendes, situada à Avenida Juscelino Kubitscheck, 2.372, na Vila Ipiranga, região central.
Às 19 horas, encontro aberto ao público na Escola Municipal Maestro Roberto Pereira Panico, na Avenida Máximo Péres García, 63, no Jardim Belo Horizonte.

Dia 2 de agosto

Abertura oficial às 14 horas, na Câmara Municipal de Londrina, situada à Rua Governador. Parigot de Souza, 145, no centro Cívico.
Às 19 horas, palestra na Escola Municipal Professora Jovita Kaiser, na Rua Ambrósio Jorge, no Alto da Boa Vista, região norte.
Às 19h30, mesa redonda sobre a “Abordagem Multidisciplinar do TDAH e outros Transtornos na Infância”, com a pós-doutora em psicologia pela USP e em Psicanálise pela UFPB e professora da Universidade Estadual de Londrina, Cleide Vitor Mussini Batista, com o pediatra do ambulatório da Policlínica Municipal, Marcio Aurelio de Andrade Donega; com a coordenadora CAPS Infantil, Silvana Valentim, e com a psicopedagoga da Secretaria Municipal de Educação, Jaqueline Bonifacio. O encontro acontecerá no auditório da Faculdade Unicesumar, na Avenida Santa Mônica, 450, Fraternidade.

Dia 7 de agosto

Às 8 horas, palestra sobre TDAH e outros transtornos na Escola Municipal Machado de Assis, na Rodovia João Alves da Rocha, km 15, Gleba Usina Três Bocas (zona rural).
Às 14h30, encerramento das ações da III Semana Municipal de Informação e Conscientização sobre Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e outros transtornos neuropsiquiátricos na Camara Municipal de Londrina.

Ana Paula Hedler/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios